Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do treino no alcance manual em lactentes pré-termo: ensaio clínico randomizado

Processo: 10/17706-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Eloisa Tudella
Beneficiário:Daniele de Almeida Soares Marangoni
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/05463-6 - Estudo do treino do alcance manual em lactentes pré-termo, BE.EP.DR
Assunto(s):Desenvolvimento infantil   Recém-nascido prematuro   Lactentes

Resumo

Desenho: ensaio clínico randomizado com desenho de grupo paralelo, com razão de distribuição balanceada e avaliação cega dos sujeitos pelo examinador. Objetivo: verificar o efeito do treino específico, intra-sessão, sobre o desempenho do alcance em lactentes pré-termo tardios no período imediato à aquisição dessa habilidade. Métodos: participarão do estudo 20 lactentes pré-termo tardios, que serão igualmente subdivididos em dois grupos de forma aleatória: 1) grupo experimental (GE), que receberá treino de alcance; e 2) grupo controle (GC), que não receberá treino de alcance; receberá treino interativo controle. A sequência de distribuição aleatória dos lactentes será realizada por um estatístico não envolvido no recrutamento dos mesmos, utilizando procedimentos de aleatorização simples, balanceada para um dos dois grupos (GE ou GC), por meio de suporte computacional. A alocação dos lactentes para os grupos será ocultada em envelopes opacos, selados e numerados sequencialmente pelo estatístico. Os lactentes deverão ser avaliados com uma tolerância de até 3 dias após detectado seu primeiro movimento de alcance. Para avaliação do alcance, os lactentes serão posicionados em uma cadeira infantil reclinada a 45° com a horizontal. Um objeto maleável e atrativo será apresentado na linha média do lactente, a uma distância correspondente ao comprimento de seu braço, para eliciar o alcance, por 2 minutos. Serão realizadas duas avaliações: pré-treino e pós-treino, onde a primeira será realizada antes do treino e a segunda, logo após o treino. O avaliador será cego quanto à alocação dos lactentes para os grupos. Todos os lactentes deverão estar em estado de alerta. Para o treino do alcance o fisioterapeuta deverá posicionar o lactente nos seus membros inferiores, com quadris e joelhos fletidos por volta de 120° e 50° graus, respectivamente, e estimular movimentos de alcance com um objeto. Para o treino interativo-controle, o fisioterapeuta deverá posicionar o lactente como no treino do alcance, porém sem tocar-lhe os braços ou apresentar-lhe objetos. Os experimentos serão registrados por 4 câmeras filmadoras digitais, sendo 3 utilizadas para a análise tridimensional do movimento, enquanto 1 câmera será utilizada para as análises categóricas. As imagens serão analisadas quadro a quadro por meio do sistema Dvideow 5.0. Desfechos primários: desempenho do alcance manual - mensurado pelo cálculo das médias das variáveis cinemáticas (contínuas) do movimento de alcance e pela frequência de alcances válidos unimanuais e bimanuais (variáveis categóricas). Desfecho secundário: sucesso da preensão do objeto - mensurado pela frequência de preensões do objeto (variável categórica). Tratamento estatístico: o GE e o GC serão comparados quanto aos desfechos primário e secundário, sendo considerado um nível de significância de 5% (p < 0,05). Será permitida uma perda de até 15% de não aderência ao protocolo de treino. Para cálculo do tamanho do efeito do treino, será considerado um intervalo de confiança de 95%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Treino de curta duração melhora destreza manual de bebês