Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto da vegetacao dos microclimas urbanos em funcao das interacoes solo-vegetacao-atmosfera

Processo: 10/51125-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Denise Helena Silva Duarte
Beneficiário:Paula Shinzato
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Balanço de energia   Microclima urbano   Vegetação

Resumo

Tendo em vista a dissertação de mestrado da candidata, pretende-se dar continuidade aos estudos sobre o impacto da vegetação nos microcilmas urbanos, tendo agora como objetivo o estabelecimento de parâmetros para a determinação da intensidade e da extensão desse impacto, a partir de diferentes índices de área foliar (Leaf Área Density - LAI), uma das principais variáveis que contribuem para os processos de evapotranspiração e sombreamento. Esta pesquisa busca quantificar as seguintes relações: LAI x intensidade da diminuição da temperatura do ar (em °C); e LAI x extensão/configuração espacial desse fenômeno no entorno (em metros), partindo da hipótese que, em relação à intensidade dos efeitos no microclima, a redução na temperatura do ar para diferentes valores do LAI será de no máximo 2ºC no entorno imediato e a extensão desses efeitos será de, no máximo, 15m no entorno, sob condições de baixa velocidade do vento. O método utilizado será indutivo, por meio de medições microclimáticas de campo, e dedutivo, por meio de comparações entre os resultados medidos e simulados computacionalmente no modelo ENVI-met 3.1 Beta III para diferentes cenários, variando parâmetros da vegetação, atmosféricos, do entorno construído e de contorno do modelo. Parte-se então para a análise dos resultados, comparando-se as medições com as simulações realizadas, na busca do estabelecimento de parâmetros para a determinação da intensidade e da extensão/configuração espacial dos efeitos microclimáticos da vegetação. Na seqüência, e com base nos resultados obtidos, pretende-se também ampliar a discussão dos resultados e indicar as melhores estratégias para a cidade de São Paulo, testando em simulação computacionais outras formas de distribuição da vegetação em áreas urbanas incluindo, por exemplo, tetos verdes, sky gardens, fachadas verdes, indicando caminhos futuros para a continuidade da pesquisa. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SHINZATO, Paula. Impacto da vegetação nos microclimas urbanos em função das interações solo-vegetação-atmosfera. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.