Busca avançada
Ano de início
Entree

A companhia água e luz do Estado de São Paulo e suas relações de conflito na formação do parque elétrico paulistano, 1890-1910

Processo: 10/11804-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Gildo Magalhães dos Santos Filho
Beneficiário:Alexandre Ricardi
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):São Paulo   República   Capitalismo   Energia elétrica   Empresas de energia elétrica

Resumo

A dissertação será o resultado do aperfeiçoamento da pesquisa de iniciação científica do curso de graduação em História pela FFLCH - USP, "A formação do parque elétrico paulistano: relações de conflito entre a Companhia Água e Luz do Estado de São Paulo, seus clientes e concorrentes - 1890-1910", que daremos continuidade durante o programa de pós-graduação. Com a orientação do profº drº Gildo Magalhães dos Santos, faz parte do Projeto Eletromemória e vislumbra a formação do parque elétrico na cidade de São Paulo da Primeira República. Nesta proposta, sugerimos o aprofundamento das discussões acerca da atuação da Companhia Água e Luz do Estado de São Paulo na formação do setor elétrico paulistano. Organizado no Núcleo de Documentação e Pesquisa da Fundação Energia e Saneamento, forma a Companhia Água e Luz do Estado de São Paulo hoje um pequeno fundo fechado, reunindo principalmente atas de reuniões, ações, balanços, certidões, contratos, correspondências, procurações e recibos, cujas datas-limite são 1890 à 1900. Essa documentação da extinta Companhia Água e Luz do Estado de São Paulo apresenta material pouco explorado pelos historiadores, proporcionando reflexões diversas sobre como o setor elétrico se consolidou em São Paulo e no Brasil.O tema, aliás, está entremeado de discussões abundantes para as primeiras décadas do século XX, mostrando-se carente de estudos relacionados sobre o final do século XIX, quando a relativamente nova tecnologia da energia elétrica chegava ao Brasil. Sentimos, então, a necessidade de recuar essas discussões para a última década do século XIX, sendo essa proposição parte integrante desta proposta. Ao trabalharmos tal documentação durante o período da iniciação científica, novas informações, episódios e elementos foram trazidos à tona e potencialmente podem fazer com que repensemos alguns momentos da história da formação do parque elétrico paulistano.Dada a importância que configurou o papel da The San Paulo Tramway, Light and Power Co, usualmente conhecida como Light, na história do setor elétrico, sendo constituída em 1899 e começando a atuar na cidade de São Paulo em 1900 , torna-se inviável realizar um trabalho de pesquisa e reflexão sobre o período que não inclua o chamado "polvo canadense" . As informações que deverão surgir da abordagem que realizaremos no material determinado nesta proposta e as novas pesquisas a serem empreendidas, trarão outras discussões a serem articuladas com a bibliografia especializada do período. Reiterando, a Companhia Água e Luz do Estado de São Paulo será o nosso ponto de partida para a pesquisa, pois alguns tópicos permaneceram em aberto na pesquisa de iniciação científica, devendo ser elucidados na nova abordagem.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RICARDI, Alexandre. A companhia água e luz do estado de São Paulo e suas relações de conflito na formação do parque elétrico paulistano, 1890-1910. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.