Busca avançada
Ano de início
Entree

SIMULAÇÃO DA REDUÇÃO DE OOCISTOS DE Cryptosporidium parvum POR MEIO DE MICROESFERAS DE POLIESTIRENO NA FILTRAÇAO EM LENTA COM AUXÍLIO DA COAGULAÇÃO COM SEMENTES DE Moringa oleifera EM ÁGUAS

Processo: 10/16118-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:José Euclides Stipp Paterniani
Beneficiário:Marcelo Jacomini Moreira da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Moringa oleifera   Filtração lenta

Resumo

Um protozoário com grande grau de periculosidade e frequente nos maiores surtos já existentes mundialmente é o Cryptosporidium spp., e seus oocistos, que presentes em águas de consumo humano podem causar danos à saúde humana e animal, uma que a cloração não garante inativação completa desses. É necessário portanto que durante a coagulação e a filtração esses organismos fiquem retidos e com isso viabilizando água de melhor qualidade para consumo. Além disso, é preciso buscar alternativas economicamente viáveis voltadas às populações que não possuem infra-estrutura em saneamento, para que possa atender os principais parâmetros básicos de qualidade de água. Alternativas como os sistemas de Filtração e uso de coagulantes naturais, podem ser alternativas viáveis economicamente por obter materiais de fácil acesso, como materiais de construção civil. Um coagulante natural empregado no tratamento de água em pequenas comunidades é a semente proveniente da árvore de Moringa oleifera. Tendo em vista a importância da eliminação desses protozoários em águas de abastecimento, este trabalho terá como objetivo empregar um sistema de Filtração e o coagulante natural proveniente da semente de Moringa oleifera para remoção de oocistos de Cryptosporidium parvum. Além disso, antes da aplicação dos protozoários no sistema de tratamento de água deste trabalho, será utilizando microesferas de poliestireno de tamanho similar ou menor que os oocistos de Cryptosporidium spp. para complementar a avaliação de eficiência desses tratamentos. Com isso é esperado que a coagulação e o sistema de filtração sejam alternativas de remoção desses protozoários, e que estes permaneçam retidos nos processos de tratamento. Assim, podendo tornar uma alternativa viável do ponto técnico e econômico de tratamento de água voltado principalmente para atender populações que não possuem tratamentos convencionais.