Busca avançada
Ano de início
Entree

Características do crescimento morfométrico e composição corporal de girinos de rã-touro (Lithobates catesbeianus) em cativeiro

Processo: 10/14721-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Marta Verardino de Stéfani
Beneficiário:Cleber Fernando Menegasso Mansano
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição animal   Composição corporal   Curvas de crescimento   Modelos matemáticos   Rã-touro

Resumo

Cada espécie animal possui uma determinada curva de crescimento, onde o mesmo deve estar em um ambiente adequado e não limitante, ressaltando-se o fato de que vários aspectos como maturidade, composição e taxas de deposição dos nutrientes corporais, podem interferir na curva de crescimento. Por isso existe a necessidade da utilização de modelos matemáticos, que mostrem com maior precisão e clareza o crescimento desses animais em função da sua idade, para pesquisa e programas de alimentação (GOUS et al., 1999). O objetivo do presente estudo será estabelecer curvas de crescimento morfométrico de girinos de rã-touro e sua deposição de nutrientes na carcaça, através de modelos matemáticos não lineares, verificando o crescimento dos mesmos. Serão utilizados 3.240 girinos de rã-touro no estágio 25 de Gosner (1960), procedentes de uma mesma desova, oriundos do setor de Ranicultura do Centro de Aquicultura da UNESP, os quais serão alojados em 18 caixas de amianto de 100 L, na densidade de 2 girinos/L. O delineamento experimental utilizado será o inteiramente casualizado (DIC) com 6 repetições. Os girinos serão alimentados com ração comercial (36% de proteína bruta), oferecida "ad libitum". A qualidade da água será controlada semanalmente verificando-se os níveis de oxigênio dissolvido, pH e condutividade elétrica. Serão realizadas a cada dez dias, até a fase final da metamorfose, pesagens de 10% dos girinos de cada tanque experimental, para obtenção do peso médio corporal e ganho de peso. Em cada amostragem serão coletados girinos (em torno de 30g de peso vivo) para análise da composição corporal. Os girinos selecionados serão colocados em caixas com gelo para insensibilização e posteriormente será realizada uma incisão na cavidade celomática para retirada do conteúdo do trato gastrointestinal. Após, os girinos serão moídos em moinho de carne industrial para obtenção de amostras homogêneas e liofilizados para posterior análises de nitrogênio, extrato etéreo, matéria seca e cinzas. As curvas de crescimento para as características de peso vivo do girino, composição da carcaça, e a deposição de nutrientes corporais, obtidos a cada dez dias, serão estimadas utilizando modelos matemáticos não lineares. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MANSANO, Cleber Fernando Menegasso. Características do crescimento morfométrico e composição corporal de girinos de rã-touro em cativeiro. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Jaboticabal Jaboticabal.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.