Busca avançada
Ano de início
Entree

Regulação e papel do sistema de defesa antioxidante Ohr/OhrR na fisiologia e patogenicidade de Chromobacterium violaceum

Processo: 10/51966-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Luis Eduardo Soares Netto
Beneficiário:José Freire da Silva Neto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/58147-6 - Aspectos biológicos de tióis: estrutura protéica, defesa antioxidante, sinalização e estados redox, AP.TEM
Assunto(s):Estresse oxidativo

Resumo

As bactérias possuem sofisticados mecanismos de defesa contra espécies reativas de oxigênio, às quais são geradas continuamente como subprodutos do metabolismo aeróbico ou produzidas por hospedeiros como resposta à infecção por patógenos. Um importante sistema de defesa contra hidroperóxidos orgânicos é o aumento na expressão da peroxidase dependente de tiól Ohr (Organic Hydroperoxide Resistance Proteirí), uma enzima da família Ohr/OsmC capaz de remover hidroperóxidos orgânicos com alta eficiência e especificidade. Neste sistema, presente exclusivamente em bactérias, o repressor transcricional OhrR funciona como um sensor que libera a transcrição do gene ohr na presença do hidroperóxido. A caracterização bioquímica e estrutural de Ohr de Xylella fastidiosa vem sendo realizada com sucesso em trabalhos anteriores do nosso grupo. Neste projeto serão investigados aspectos genéticos do sistema de defesa antioxidante Ohr/OhrR com a finalidade de definir seu papel fisiológico, sua regulação e seu possível envolvimento com patogenicidade. Visto que a linhagem patogênica de Xylella fastidiosa é bastante retrataria à manipulação genética, foi escolhida como modelo a beta-proteobactéria Chromobacterium violaceum. Trata-se de um patógeno oportunista com genoma seqüenciado para o qual foram desenvolvidas recentemente ferramentas genéticas e modelos experimentais de patogenicidade em camundongos e Caenorhabditis elegans. A função dos genes será definida através da obtenção de linhagens mutantes que serão utilizadas em ensaios de sobrevivência na presença de diferentes agentes oxidantes e em testes de patogenicidade. Ensaios de expressão como Northern blot ou ensaio de atividade de beta-galactosidase usando o gene lacZ como repórter permitirão determinar quais sinais desencadeiam o aumento na expressão de ohr e como sua regulação será mediada pelo regulador OhrR. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Bacterial antioxidant defense mechanism revealed 
Mecanismo de defesa antioxidante de bactérias é desvendado 
Mecanismo de defesa antioxidante de bactérias é desvendado