Busca avançada
Ano de início
Entree

Climatério em mulheres HIV soropositivas: sintomas menopausais, função sexual, síndrome metabólica e densidade mineral óssea

Processo: 10/16025-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Lucia Helena Simões da Costa Paiva
Beneficiário:Ana Lúcia Ribeiro Valadares
Instituição-sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Climatério   Ginecologia   Densidade óssea   HIV   Síndrome metabólica

Resumo

Com a ampliação da longevidade das portadoras de HIV, essas mulheres estão vivenciando os sintomas climatéricos concomitantemente com as alterações metabólicas relacionadas com a infecção pelo HIV e com o uso da terapia anti-retroviral (TARV), que podem influenciar seu bem-estar e comportamentos psicológico e sexual. Com o objetivo de se conhecer a relação entre os sintomas climatéricos, função sexual, síndrome metabólica e densidade mineral óssea e a presença do HIV e seu tratamento, propõe-se um estudo de corte transversal, de natureza quantitativa, com mulheres de 40 a 60 anos, investigando 241 HIV soropositivas e 241 HIV soronegativas. A coleta de dados será feita por meio de entrevistas, exames clínicos e laboratoriais, Os sintomas climatéricos serão avaliados pelo questionário Menopause Rating Scale (MRS), e a função sexual pelo Short Personal Experiences Questionnaire (SPEQ). A síndrome metabólica será avaliada pela medida da cintura abdominal, dosagem de triglicérides, colesterol HDL e medida da pressão arterial. A densidade mineral óssea será mensurada pela absorção de raio-X de dupla energia (DXA) com equipamento Hologic. Os testes do qui-quadrado e análise múltipla por regressão de Poisson serão os instrumentos estatísticos para o tratamento dos dados quantitativos. Prevê-se que os sintomas menopausais serão mais frequentes e intensos nas mulheres climatéricas HIV positivas do que nas HIV negativas, do mesmo modo que a disfunção sexual, a síndrome metabólica e a osteoporose serão mais prevalentes nas mulheres climatéricas soropositivas.