Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de embriões e fisiologia ovariana em vacas Nelore sob diferentes níveis nutricionais

Processo: 10/14494-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Roberto Sartori Filho
Beneficiário:Ricardo da Silva Surjus
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Gado Nelore   Fisiologia   Embrião

Resumo

A utilização e o desenvolvimento de biotecnologias da reprodução são indispensáveis para o aumento da eficiência reprodutiva dos rebanhos. Neste sentido, o Brasil conta com o maior rebanho bovino comercial do mundo e é um dos países que mais geram produtos utilizando biotécnicas da reprodução, especialmente em zebuínos. A nutrição está intimamente relacionada com a reprodução e ainda há muito a se aprender sobre essa inter-relação, principalmente porque há muita controvérsia na literatura. Por exemplo, alguns estudos sugerem ser benéfico o uso do "flushing" nutricional na produção de embriões em bovinos, entretanto, a maioria dos trabalhos mostra resultados negativos. Dessa forma, existe a necessidade em se avançar estudos comparando a fisiologia reprodutiva e produção de embriões em vacas sob diferentes níveis nutricionais. Para o presente estudo serão utilizadas 32 vacas Nelores não lactantes recebendo uma das quatro dietas a seguir: Mantença (M); 0,7M - restrição; 1,5M - alta ingestão de matéria seca; ou alta ingestão de energia (E), porém, com a mesma ingestão de matéria seca do grupo M, utilizando o modelo crossover. Estes animais terão o ciclo estral sincronizado e observação de cio (24 horas ao dia) até confirmada a ovulação por ultrassonografia. Posteriormente, nos dias 7 e 10 do ciclo estral será avaliado o volume do corpo lúteo. Concentrações circulantes de hormônios esteróides (progesterona e estradiol) e de IGF-I e insulina também serão avaliados durante este período experimental. Em seguida, entre os dias 10 e 16 do ciclo estral, as vacas serão superovuladas, os embriões serão colhidos, avaliados, criopreservados e posteriormente transferidos a aproximadamente 400 receptoras sincronizadas para avaliação das taxas de concepção. Acredita-se que esse estudo deva contribuir significativamente com os avanços nesta área tão promissora e de fundamental importância no panorama da pecuária brasileira, facilitando, inclusive, o intercâmbio de material genético zebuíno.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SURJUS, Ricardo da Silva. Produção de embriões e fisiologia ovariana em vacas nelore sob diferentes níveis nutricionais. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.