Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da pesquisa brasileira e internacional em citricultura a partir de indicadores de produção científica

Processo: 10/13128-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Leandro Innocentini Lopes de Faria
Beneficiário:Cláudia Daniele de Souza
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/14775-1 - Padronização e agregação de metadados descritivos para elaboração de indicadores bibliométricos: aplicação na produção científica do setor citrícola, BE.EP.MS
Assunto(s):Bibliometria   Indicadores bibliométricos   Produção científica   Citricultura

Resumo

A comunicação escrita consiste, ainda hoje, no principal veículo de divulgação das pesquisas científicas, sendo feita basicamente por meio de documentos convencionais, como, por exemplo, artigos científicos em revistas internacionais. No ramo da agronomia, mais especificamente na citricultura, existem diversas publicações científicas que divulgam o conhecimento gerado, entretanto, nem sempre essas novas tecnologias chegam a todas as pessoas interessadas. O presente estudo pretende, com o auxílio da bibliometria, analisar e quantificar quais foram os principais conhecimentos científicos gerados nos últimos 10 anos, no período de 2001 à 2010, na citricultura paulista, brasileira e mundial, comparando-os. Para isso, como metodologia de pesquisa, será utilizada análise bibliométrica, com buscas e recuperação de vários registros na base bibliográfica de artigos científicos Web of science. A partir dos resultados obtidos, serão elaborados indicadores que poderão auxiliar profissionais relacionados à esse setor nas suas tomadas de decisões e no melhor direcionamento de suas verbas. A justificativa para a escolha do setor analisado se deve à sua grande importância econômica: o Brasil responde por 40% da produção mundial de laranja e o parque citrícola paulista é hoje o maior do mundo, responsável pela maior parcela de suco de laranja bebido em todos os continentes.