Busca avançada
Ano de início
Entree

Bateria de raciocínio e visualização da Leiter-R: aplicação nos distúrbios do desenvolvimento e parâmetros psicométricos

Processo: 10/16814-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Elizeu Coutinho de Macedo
Beneficiário:Tatiana Pontrelli Mecca
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Testes psicológicos   Transtornos globais do desenvolvimento infantil   Transtorno do espectro autista   Síndrome de Down   Inteligência   Avaliação psicológica   Psicometria

Resumo

Uma das possibilidades de avaliar a inteligência de pessoas com distúrbios do desenvolvimento é por meio de testes não-verbais que exijam respostas motoras discretas, como é o caso da Leiter International Performance Scale - Revised (Leiter-R). Em estudo prévio referente ao trabalho de mestrado realizado pela autora do presente projeto, foi feita a tradução e adaptação das instruções bem como evidências psicométricas da Bateria de Raciocínio e Visualização da Leiter-R para crianças de 3 a 6 anos de idade. Foram avaliadas 244 crianças de escolas públicas da cidade de São Paulo e resultados prévios mostraram boa adequação dos parâmetros psicométricos referentes a evidências de validade e fidedignidade do instrumento. Sendo assim, o objetivo deste estudo é dar continuidade ao projeto de mestrado já citado, buscando novas fontes de evidências psicométricas da Leiter-R, bem como a sua aplicação nos Distúrbios do Desenvolvimento. Primeiramente, serão avaliadas cerca de 300 crianças de 2 a 8 anos com desenvolvimento normal, de escolas públicas e particulares da cidade de São Paulo. Será calculado o coeficiente Alpha de Cronbach e Spearman-Brown pelo Método das Metades para cada subteste. Como medida de estabilidade, 15 crianças de cada faixa etária serão escolhidas aleatoriamente para o re-teste que será realizado num intervalo de tempo de um mês entre as aplicações. A análise de itens será realizada de acordo com o modelo de Rasch de um parâmetro. Para evidências de validade, serão conduzidas análise de variância entre as idades e escolaridade; análises de correlação dos escores na Leiter-R com escores obtidos no Raven, no WISC-III e Escala de Maturidade Mental Colúmbia. Posteriormente a Leiter-R será aplicada em 60 sujeitos com Síndrome de Down e 30 sujeitos com Transtornos do Espectro Autista. Serão realizadas evidências de validade de critério comparando o desempenho na Leiter-R dos grupos clínicos com a amostra normal. Serão realizadas análises por subteste para verificar possíveis perfis de desempenho entre os grupos. (AU)