Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de genes com propriedades oncogênicas do KSHV em células endoteliais humanas co-cultivadas com células linfóides expressando a proteína tat do HIV

Processo: 10/19855-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Deilson Elgui de Oliveira
Beneficiário:Mariana Leticia Matias
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cultura de células   Expressão gênica   Células endoteliais

Resumo

O Herpesvírus associado ao sarcoma de Kaposi(KSHV), ou Herpesvírus Humano tipo 8(HHV-8), é o agente etiológico do sarcoma de Kaposi (SK), uma neoplasia maligna vascular. O ciclo biológico do KSHV apresenta duas fases, denominadas ciclo latente e ciclo lítico (ou produtivo). O ciclo latente é marcado pela expressão de um número reduzido de genes virais, com destaque para LANA e vFLIP. No ciclo lítico ocorre a replicação do genoma viral e a produção de novas partículas virais infecciosas; dentre seus principais produtos destacam-se as proteínas Rta, vGPCR e K1. LANA, vFLIP, vGPCR e K1 apresentam propriedades oncogênicas relatadas na literatura, enquanto Rta têm papel importante na regulação da transição entre os ciclos lítico e latente do KSHV. Embora necessária, a infecção pelo KSHV é insuficiente para o estabelecimento do SK, sendo que a infecção pelo HIV-1 figura entre os principais co-fatores que favorecem o desenvolvimento da doença. Sugere-se que a proteína tat do HIV-1 amplifica a infectividade do KSHV, hiper-regulando a expressão de diferentes genes herpesvirais e colaborando para o crescimento e sobrevivência de células endoteliais que compõem as lesões do SK. A fim de contribuir para um melhor entendimento dos efeitos da proteína tat do HIV-1 em células infectadas pelo KSHV na patogênese do SK, o presente trabalho visa descrever as eventuais alterações na expressão dos genes codificadores de LANA, vFLIP, Rta, vGPCR e K1 em células endoteliais humanas primárias (HUVECs) infectadas com o KSHV expostas à proteína tat do HIV-1 produzida por células linfóides T (CLTs) em co-cultivo. HUVECs serão infectadas com o KSHV pelo co-cultivo com células BC-3 estimuladas com o indutor de replicação lítica TPA, enquanto células Jurkat contendo ou não vetor da proteína tat do HIV-1 serão utilizadas como CLTs. HUVECs KSHV-positivas e Jurkats expressando ou não tat do HIV-1 serão co-cultivadas. Após extração do RNA total das HUVECs, a quantificação da expressão gênica de LANA, vFLIP, Rta, vGPCR e K1 em nível transcricional será efetuada pela reação em cadeia da PCR quantitativa acoplada a transcrição reversa (qRT-PCR).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)