Busca avançada
Ano de início
Entree

Redes de sociabilidade e tramas relacionais de migrantes bolivianos: a constituição de um território circulatório

Processo: 10/14102-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Urbana
Pesquisador responsável:Vera da Silva Telles
Beneficiário:Tiago Rangel Côrtes
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Este projeto visa compreender a constituição dos circuitos percorridos por migrantes bolivianos que se inserem no mercado de trabalho do setor têxtil em São Paulo e em Buenos Aires. A investigação parte de indícios de que há um fluxo intenso de migrantes que transitam entre as duas cidades e que essas populações que se põem em movimento não buscam deitar raízes no local de destino, mas pretendem regressar ao país de origem. A noção de território circulatório (Tarrius, 1993), nos quais diversos saberes circulatórios são empreendidos, diz respeito aos territórios engendrados por populações circulantes em que os processos de construção de identidades, memória coletiva, laços sociais e critérios de pertença parecem se dissociar do pressuposto da sedentarização.Para pensar esta mobilidade, faz-se necessário analisar o setor têxtil e a relação entre as formas de mobilização da mão-de-obra e os padrões migratórios dos bolivianos. Outro fator a ser investigado e que parece influir na mobilidade das populações migrantes refere-se ao uso das tecnologias de informação e comunicação, que dá centralidade à lógica do acesso, deslocando a problemática clássica da sociologia da migração em relação à inclusão e à assimilação (Diminescu, 2007). Para a realização da pesquisa será utilizada como referência a etnografia multissituada segundo os parâmetros de George Marcus (1995), pois trata-se de caracterizar as redes envolvidas nos fluxos migratórios que articulam São Paulo, Buenos Aires e Bolívia. A pesquisa se desenvolverá a partir de observações etnográficas, entrevistas e consultas a fontes documentais.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CÔRTES, Tiago Rangel. Os migrantes da costura em São Paulo: retalhos de trabalho, cidade e Estado. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.