Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de aflatoxinas em produtos à base de leite, amendoim e milho prontos para consumo em área rural de Pirassununga/SP

Processo: 10/18597-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Carlos Augusto Fernandes de Oliveira
Beneficiário:Marcela Perozzi Tedesco
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Aflatoxinas   Micotoxinas   Contaminação de alimentos

Resumo

As micotoxinas são substâncias tóxicas produzidas pelo metabolismo secundário de várias espécies de fungos filamentosos que contaminam alimentos antes e após o processamento, gerando um grave problema para a Saúde Pública e a qualidade dos alimentos. As aflatoxinas constituem um dos principais tipos de micotoxinas de ocorrência mundial e com grande frequência no Brasil. A exposição às aflatoxinas ocorre, predominantemente, através da ingestão de alimentos contaminados. Esses alimentos são, geralmente, cereais e derivados como milho, amendoim e outros para as aflatoxinas B1, B2, G1, G2 e leite e produtos lácteos no caso da aflatoxina M1. O projeto tem por finalidade avaliar comparativamente a ocorrência de aflatoxinas B1, B2, G1, G2 e M1 nos alimentos industrializados e nos alimentos de produção própria. Para isso, serão realizadas 4 amostragens em 8 unidades residenciais estabelecidas em um Campus universitário da USP, subdivididas em dois grupos: unidades cujas famílias produzem os cereais para seu próprio consumo, e que consomem alimentos industrializados disponíveis no comércio. Serão determinadas as concentrações de AFB1, AFB2, AFG1 e AFG2 em amendoim e derivados e em milho e derivados e AFM1 em leite e seus derivados consumidos pelos indivíduos. As análises serão realizadas por cromatografia líquida de alta eficiência. Com base nos dados obtidos, espera-se quantificar a exposição à AFB1, AFB2, AFG1, AFG2 e AFM1 nos indivíduos categorizados em grupos que consomem cereais originários de produção própria e de origem industrial. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)