Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação hemodinâmica dos microdespertares durante o sono em pacientes com hipertensão arterial

Processo: 10/18183-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Linda Massako Ueno Pardi
Beneficiário:Carlos Eduardo Verzine Garcia
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertensão   Sono

Resumo

O microdespertar durante o sono é caracterizado por rápidas elevações (3 a 15 segundos) da frequência da atividade do eletroencefalograma. O microdespertar causado por eventos de apneia durante o sono ou movimento periódico de pernas promove ativação simpática, elevações pressóricas e leves movimentos (como esforço respiratório ou alterações nas miografias da maxila) associados à fragmentação do sono que acarretam efeitos deletérios ao sistema cardiovascular e qualidade de vida do indivíduo. No entanto, pouco se tem esclarecido sobre a variação hemodinâmica durante o microdespertar espontâneo (cortical) durante o sono em indivíduos hipertensos sem apneia do sono. O objetivo do estudo é analisar variáveis hemodinâmicas durante os microdespertares ocorridos durante um sono não-induzido nos indivíduos hipertensos e normotensos sedentários (14 voluntários normais e 14 voluntários com hipertensão diagnosticada - estágio 1 e 2). Todos os indivíduos realizarão a polissonografia noturna simultaneamente com o monitoramento de sinais de FC (ECG), PA (Portapress) e frequência respiratória coletados batimento a batimento. Os participantes que tiverem o índice de apneia-hipopneia>5, compatíveis com o diagnóstico de apneia do sono serão excluídos. Os registros das polissonografias serão analisados particularmente no estágio 2 do sono NREM. Serão escolhidos 4 microdespertares de cada indivíduo com duração entre 8 a 10 segundos cada. Um total de 30 segundos será analisado em cada microdespertar (15 antes e 15 segundos após o início do evento). As características e as diferenças nas variáveis hemodinâmicas durante os microdespertares entre os grupos (hipertenso e normotenso) e entre fase 2 inicial e final serão comparadas com teste T. Diferenças serão consideradas significantes com P<0,05. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GARCIA, CARLOS E. V.; DRAGER, LUCIANO F.; KRIEGER, EDUARDO M.; NEGRAO, CARLOS E.; BORTOLOTTO, LUIZ A.; LORENZI-FILHO, GERALDO; UENO, LINDA M. Arousals Are Frequent and Associated With Exacerbated Blood Pressure Response in Patients With Primary Hypertension. AMERICAN JOURNAL OF HYPERTENSION, v. 26, n. 5, p. 617-623, MAY 2013. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.