Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do aumento energético derivado de dieta hiperlipídica insaturada na atenuação da disfunção cardíaca em ratos com estenose aórtica supravalvar: participação das miosinas de cadeia pesada e da bomba de cálcio do retículo sarcoplasmático

Processo: 10/13315-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Cicogna
Beneficiário:Loreta Casquel de Tomasi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ratos   Cardiologia

Resumo

A remodelação cardíaca (RC) ocorre em resposta a determinadas agressões como, por exemplo, isquemia, inflamação, alterações genéticas e sobrecarga volumétrica ou pressórica, e pode manifestar-se clinicamente por alterações de tamanho, forma e função do coração. Existem diversos modelos experimentais para o estudo da RC por sobrecarga pressórica. No modelo de estenose aórtica supravalvar (EAo) em ratos, estudos ecocardiográficos realizados em nosso laboratório constataram que, após 2 e 6 semanas da indução da EAo, os ratos desenvolvem hipertrofia ventricular esquerda, disfunção diastólica e melhoria da função sistólica. A partir da 12ª semana ocorre manutenção da disfunção diastólica e deterioração do desempenho sistólico; após a 18ª semana há acentuação da disfunção sistólica e aparecimento de sinais de insuficiência cardíaca ao redor da 20ª semana. Diversos fatores poderiam contribuir para a disfunção neste modelo experimental como, modificações na expressão das proteínas reguladoras do trânsito de cálcio (Ca+2) e das proteínas contráteis, especificamente a bomba de recaptura do Ca+2 para o retículo sarcoplasmático (SERCA2a) e a miosina de cadeia pesada (MHC), ambas com alta capacidade ATPásica. No coração adulto cerca de 60-70% do ATP utilizado no processo de contração e relaxamento é normalmente obtido a partir da beta oxidação de ácidos graxos, sendo a contribuição da via glicolítica em torno de 30-40%. No processo de RC patológica ocorre uma mudança no padrão de utilização do substrato energético miocárdico evidenciado por um aumento da captação e utilização de glicose, porém sem aumento proporcional na oxidação mitocondrial desse substrato. Em adição, ocorre diminuição na beta oxidação de ácidos graxos por redução da atividade de enzimas mitocondriais envolvidas na oxidação dos ácidos graxos. Esta redução associada à maior necessidade energética miocárdica, decorrente do aumento das miofibrilas contráteis dos sarcômeros, poderá acarretar um déficit energético relativo, isto é, menor quantidade de ATP em relação às necessidades do músculo cardíaco hipertrofiado. Estudos que avaliaram o efeito do aumento na oferta de energia por suplementação com ácidos graxos no processo de RC patológica por sobrecarga pressórica apresentam resultados contraditórios, desde que os autores não encontraram alteração ou verificaram uma atenuação da RC; estes autores iniciaram o tratamento dietético concomitante ao processo cirúrgico. Não foram encontrados estudos que avaliaram a influência da maior oferta energética por lipídeos insaturados para o miocárdio após o estabelecimento da remodelação patológica. Portando, o objetivo deste trabalho será testar a hipótese de que o aumento da oferta energética, ATP, proveniente de dieta hiperlipídica rica em ácidos graxos insaturados, atenua a disfunção mecânica no modelo de EAo. Os mecanismos envolvidos na atenuação da disfunção estarão relacionados com a diminuição na transição da isoforma V1 para V3 e o aumento da relação SERCA2a/PLB.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.