Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão recombinante e caracterização de uma endoxilanase não descrita de Trichoderma harzianum

Processo: 10/04635-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Flavio Henrique da Silva
Beneficiário:Wesley Cardoso Generoso
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia   Endo-1,4-beta-xilanases   Hidrolases   Trichoderma harzianum   Reação em cadeia da polimerase em tempo real

Resumo

A biotecnologia moderna tem mudado o rumo dos processos produtivos, tornando-os mais baratos e com um menor descarte de resíduos indesejáveis. Neste âmbito, as enzimas têm sido empregadas em várias técnicas por sua especificidade e versatilidade em processos industriais. Xilanases têm sido aplicadas em diversos setores, como no biobranqueamento da polpa de papel, na bioconversão de biomassa de plantas, nas indústrias alimentícias e de ração animal, e, por isso, são atualmente umas das hidrolases mais estudadas. As características de interesse procuradas nas xilanases são: uma atividade satisfatória a pH básico e temperatura alta, e uma produção livre de celulases. Estes fatores tornariam a produção de polpa de celulose mais barata e com maior qualidade. Assim, o presente trabalho visa produzir, de forma heteróloga, uma endoxilanase ainda não descrita do fungo Trichoderma harzianum, avaliando as características enzimáticas e a expressão desta enzima. Isto abriria perspectivas para estudos futuros com aplicação desta enzima e possibilitaria o entendimento do funcionamento de indução da produção de xilanase no fungo. Para expressão recombinante o hospedeiro utilizado será Pichia pastoris, e a proteína purificada será empregada em testes enzimáticos, a fim de se caracterizá-la quanto a parâmetros bioquímicos e cinéticos. A análise de expressão da endoxilanase será realizada por PCR em tempo real, utilizando xilana e celulose como fontes indutoras. (AU)