Busca avançada
Ano de início
Entree

Projetos de habitação popular como projeto de cidade moderna: os conjuntos habitacionais dos IAP na grande São Paulo de 1930 a 1964

Processo: 10/13968-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Projeto de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Eulalia Portela Negrelos
Beneficiário:Camila Ferrari
Instituição-sede: Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Habitação popular   Conjuntos habitacionais   São Paulo

Resumo

Este projeto de pesquisa propõe a análise de exemplares dos conjuntos habitacionais dos Institutos de Aposentadoria e Pensões, os IAP, construídos entre os anos de 1930 e 1964 na então Grande São Paulo, como projetos de habitação popular e também como projetos de cidade. Criados a partir de 1933, com a finalidade principal de proporcionar benefícios previdenciários e assistência médica aos trabalhadores, os IAP foram responsáveis, até sua extinção em 1964, por grande parte da produção habitacional no país. Essas moradias eram produzidas através da contratação de profissionais que, incorporando a compreensão de um "novo morar" urbano, mostraram-se capazes de criar conjuntos habitacionais que faziam parte de toda uma nova visão de cidade, a cidade moderna. Grande parte dos conjuntos residenciais dos IAP foi construída em áreas consolidadas, às vezes centrais, ou em vias de consolidação. Sendo assim, se estabeleceram de maneira singular nas cidades onde eram implantados, por exemplo, a então Grande São Paulo, na medida em que possibilitavam a seus moradores o fácil acesso a comércio, serviços e, ainda, a seus locais de trabalho. A partir do estudo da inserção dos conjuntos habitacionais dos IAP no meio urbano e do tipo de relação estabelecido entre este e aqueles, que eram protótipos de cidade moderna, analisando ainda como se deu a progressão dessa relação, será possível compreender qual a sua influência sobre a estrutura urbana da cidade de São Paulo e sobre os conjuntos habitacionais construídos posteriormente. (AU)