Busca avançada
Ano de início
Entree

A ironia em Terceiras Estórias: Tutaméia

Processo: 10/15252-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Sylvia Helena Telarolli de Almeida Leite
Beneficiário:Maryllu de Oliveira Caixeta
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Ironia   Crítica literária

Resumo

Para estudar "Tutaméia: terceiras estórias", de João Guimarães Rosa, propomos o estudo comparado da ironia, uma espécie de beleza lógica produzida por distanciamento crítico com finalidade de comunicar o sentido por sugestão, conforme o romântico Friedrich Schlegel. Até fins da década de oitenta, leitores e críticos receberam Tutaméia (1967) com escândalo e desinteresse geralmente atribuídos às inovações estruturais da obra como quatro prefácios intercalados a quarenta minicontos. Mais recentemente, volta a chamar a atenção da crítica que reconhece nessas Terceiras estórias uma síntese crítica das obras do autor. O título e o subtítulo apontam para a equivocidade da avaliação do termo "tutaméia" (quase nada e todas as minhas coisas) associada ao gênero estória como elemento pré literário que recusa acepções clássicas e realistas de representação. Recorrendo a quatro prefácios o autor dá centralidade ao debate estético encaminhado ao leitor dessa obra lacunar de ordenação irônica. Nossa hipótese: Tutaméia parece-nos resultar de um projeto irônico de representação. O gênero estória nos serve como ponto de relação com as inovações estruturais: os quatro prefácios, o título duplo e equívoco da obra, os índices de leitura e releitura com suas epígrafes. Nosso objetivo: por meio do estudo da ironia romântica, investigar como as inovações estruturais sinalizam a ordenação irônica de Tutaméia pelo autor que tem como dispositivo mínimo a anedota de abstração. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAIXETA, Maryllu de Oliveira. A ironia nas "Terceiras estórias : Tutaméia". 2013. 214 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciencias e Letras (Campus de Araraquara).

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.