Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação cultural na instituição arquivística para disseminação da memória preservada: um estudo do Instituto Fernando Henrique Cardoso

Processo: 10/19906-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Ciência da Informação - Arquivologia
Pesquisador responsável:Maria Leandra Bizello
Beneficiário:Maítha Elena Tosta Graciano
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Ação cultural   Memória cultural   Arquivística   Administração de arquivos   Arquivamento e recuperação da informação

Resumo

Este projeto propõe estudar o Instituto Fernando Henrique Cardoso enquanto instituição arquivística e como ele institui políticas de ação cultural e de usuário na medida em que também o consideramos um lugar de memória. O estudo de caso visa compreender os processos empregados pelo IFHC para estabelecer relações com o usuário à partir das ações culturais ali desenvolvidas. A arquivística aqui é entendida para além das questões do tratamento documental objetivando compreender o arquivo como uma instituição de importante papel social, não apenas como acumuladora e guardadora de documentação, mas como agente social e cultural fundamental para a sua própria difusão e o uso da informação pelo usuário. Para compreendermos esse processo é fundamental o estudo teórico que abrange a literatura arquivística no que condiz aos processos de estudo de usuários, além de difusão, acesso e disseminação da informação. Somam-se a esse processo as questões relativas à memória na medida em que desde o século XIX os arquivos são designados como guardiões da memória. Ao final das análises teóricas e práticas objetiva o estudo compreender o fluxo informacional inserido em um âmbito que reúne instituição e sociedade e como a cultura e a memória podem mediar tal relação. O projeto insere-se na linha de pesquisa Informação e Sociedade do Departamento de Ciência da Informação fazendo parte do projeto Arquivo, Memória e Conhecimento, cujas discussões são desenvolvidas no Grupo de Estudos Memória. (AU)