Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do processo de regeneração óssea alveolar em ratas ovariectomizadas tratadas com diferentes concentrações de estradiol

Processo: 11/00167-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Rita Cássia Menegati Dornelles
Beneficiário:Eliana Aparecida Caliente
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Metabolismo ósseo   Endocrinologia   Reparação alveolar   Estradiol   Ovariectomia

Resumo

A diminuição da concentração plasmática de estradiol desencadeia vários distúrbios no organismo feminino, dentre os quais, a osteopenia merece especial atenção. Os efeitos dessa patologia são maiores nos ossos longos e ossos da coluna, com ocorrência também nos maxilares. A eficácia da terapêutica de reposição hormonal é bem estabelecida, já que reduz os sintomas da menopausa, como a osteopenia e prevenindo doenças cardiovasculares. Contudo, efeitos colaterais como ganho de peso e risco de carcinoma de mama e de endométrio são preocupantes, sendo necessário estudos outros que analisem a dose/concentração do hormônio a ser utilizado na reposição hormonal.Neste estudo será verificado a eficiência do estradiol como terapia de reposição hormonal nas concentrações de 100, 200 e 300 ug/mês no processo de regeneração óssea alveolar. Será analisado também se há incidência de tumores em mama e útero e a possível correlação com as concentrações citadas acima, com vista a definir concentração para ser usada na terapia reposição hormonal em ratas ovariectomizadas.Para isso, ratas Wistar (6 meses) serão selecionadas após análise do ciclo estral, ovariectomizadas (OVX) ou sham-ovariectomizadas e mantidas em temperatura ambiente (22 ± 2°C), com ciclo de luz controlada (12/12h) e acesso livre à água e ração. Após 10 dias, os animais serão divididos em grupos para terapia de reposição hormonal e receberão implante subcutâneo contendo óleo de milho ou com 100, 200 ou 300mg de 17b-estradiol, durante 90 dias e com troca a cada 30 dias. Após 62 dias será realizado exodontia do incisivo central superior direito, para análise posterior da regeneração do osso alveolar. Vinte e oito dias após a exodontia será colhido sangue para obtenção de soro e plasma e em seguida, será realizado eutanásia nos animais para coleta das maxilas. O osso maxilar será preparado para confecção de lâminas e posterior análise histológica; os fêmures serão submetidos a ensaios biomecânicos; soro e plasma serão armazenados para a determinação de marcadores ósseos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)