Busca avançada
Ano de início
Entree

Proteômica do efeito do flúor na diferenciação osteogênica in vitro

Processo: 10/17658-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Beneficiário:Camila Peres Buzalaf
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Proteoma   Cultura de células   Proteínas   Flúor   Bioquímica

Resumo

O flúor (F), quando em doses baixas (concentração em micromolar), aumenta a formação óssea através da modulação positiva da proliferação de osteoblastos in vitro e in vivo. Ensaios experimentais, em humanos e animais, demonstraram o efeito terapêutico do F na osteoporose. No entanto, a sua eficácia ainda é discutida baseada no fato de que parte dos pacientes submetidos ao tratamento não respondem ao efeito positivo do F, sugerindo que outros fatores poderiam estar envolvidos na suscetibilidade aos seus efeitos. Neste sentido, recentemente foi demonstrado que fatores genéticos também contribuem para a variação da resposta do tecido ósseo à exposição ao F quando diferentes linhagens de camundongos são expostas a este elemento. Os ossos de camundongos A/J apresentaram propriedades mecânicas altamente alteradas, enquanto que os dos camundongos 129P3/J não se mostraram afetados pelo tratamento com F, o que faz destas linhagens o modelo ideal para se estudar os fenômenos moleculares envolvidos na suscetibilidade e resistência de células ósseas aos efeitos do F. Resultados obtidos pelo nosso grupo de pesquisa demonstram que o F modula a diferenciação osteogênica a partir de células mesenquimais (MsC) obtidas dos animais das linhagens A/J e 129P3/J de maneira dependente da linhagem e da dose. No entanto, embora diferentes mecanismos biológicos possam estar envolvidos nessa resposta, pouco se conhece sobre o perfil de proteínas moduladas diferentemente pelo F durante os estágios da diferenciação osteogênica in vitro. Assim, o objetivo geral deste projeto é avaliar comparativamente o perfil proteômico das células obtidas dos animais A/J e 129P3/J em presença do F, nas fases que compreendem a proliferação das células mesenquimais/osteoprogenitoras, diferenciação em osteoblastos e mineralização óssea.