Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação genética da competência vetorial e estudo de silenciamento gênico mediado por RNAi em populações naturais do Aedes aegypti no Brasil

Processo: 10/20308-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Jayme Augusto de Souza-Neto
Beneficiário:Carine Spenassatto Dreyer
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Vetores de doenças   Controle de vetores   Aedes aegypti   Dengue   Inativação gênica   Interferência de RNA   Expressão gênica diferencial   Análise de sequência de RNA

Resumo

Dengue é a arbovirose de maior crescimento nos últimos anos, repercutindo em impactos sociais e econômicos devido às altas taxas de morbidade e mortalidade desencadeadas pela infecção. A dengue tem como principal vetor o mosquito Aedes aegypti, presente em toda a faixa tropical e subtropical do planeta. Por apresentar hábito hematofágico antropofílico, rápido desenvolvimento e características comportamentais específicas, é um excelente transmissor do vírus dengue. Medidas de controle estão restritas à eliminação do mosquito vetor, uma vez que um tratamento específico ou uma vacina que previna simultaneamente a infecção pelos quatro sorotipos deste arbovírus ainda não estão disponíveis à população. Uma característica que determina a disseminação de doenças é a alta competência vetorial de seus mosquitos transmissores, que tem sido associada a fatores genéticos do mosquito bem como à microbiota intestinal do inseto. Na tentativa de se manter estratégias efetivas de controle, o desenvolvimento de ferramentas que possibilitem o entendimento das relações entre o vetor, patógeno e o homem tem se mostrado imprescindível. O presente estudo tem como objetivo avaliar fatores genéticos e microbianos relacionados à competência vetorial de populações naturais de Ae. aegypti com diferenças na susceptibilidades ao vírus dengue sorotipo 4 (DENV-4). Para isso, será avaliada a susceptibilidade à infecção pelo DENV de duas populações naturais deste inseto (Botucatu-SP e Neópolis-SE) através de ensaios de infecção e quantificação relativa por PCR em tempo real. A expressão gênica diferencial, bem como a diversidade microbiana intestinal, será realizada através do sequenciamento de nova geração (RNA-seq e sequenciamento do gene 16S rRNA) através das plataformas Illumina HiScan"SQ e MiSeq, respectivamente. Este estudo auxiliará na obtenção de dados que possibilitem o desenvolvimento de estratégias para se reduzir a transmissão da dengue, o controle do mosquito vetor e, assim, prevenir epidemias. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Bactérias intestinais do Aedes podem se tornar arma contra a dengue 

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DREYER, Carine Spenassatto. Caracterização das respostas transcricionais e microbiomas de populações naturais do mosquito Aedes aegypti com diferentes níveis de suscetibilidade ao vírus dengue. 2015. 144 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.