Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do desenvolvimento da linguagem das crianças com 36 meses, em função das características sócio-afetivas do ambiente de criação e da presença de depressão pós parto

Processo: 10/52716-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Vera Silvia Raad Bussab
Beneficiário:Beatriz Servilha Brocchi
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/59192-2 - Interação mãe-bebê: depressão pós-parto como um fator de risco para o desenvolvimento, AP.TEM
Assunto(s):Desenvolvimento da linguagem

Resumo

O contexto sócio-afetivo tem sido reconhecido como palco essencial do desenvolvimento infantil; neste contexto, a interação com as figuras de apego, em especial com a mãe, tem merecido atenção diferenciada: o diálogo entre mãe e filho tem se revelado como elemento base no desenvolvimento da linguagem. A mãe é considerada co-autora no desenvolvimento comunicativo-linguístico de seu filho, num contexto em que também devem ser consideradas variáveis ligadas à estrutura familiar de um modo mais amplo. O presente trabalho considerará a influência dos sintomas de depressão pós-parto e das crenças parentais, bem como das demais variáveis ligadas ao modo de, no desenvolvimento da linguagem da criança. Serão sujeitos dessa pesquisa, cinqüenta meninos e meninas, de três anos de idade, participantes do projeto temático FAPESP "Depressão pós-parto como um fator de risco para o desenvolvimento do bebê: estudo interdisciplinar dos fatores envolvidos na gênese do quadro e em suas conseqüências", (N° 06/59192), conhecido como Projeto Ipê. Será realizada uma avaliação do aspecto pragmático do desenvolvimento de linguagem das crianças aos 36 meses, durante brincadeira livre em duas situações: com a mãe e com a experimentadora, em função de dados colhidos desde o nascimento, sobre a composição e qualidade da vida familiar, questionário de crenças parentais, dados do desenvolvimento neuro-psico-motor e da presença ou não de indicadores de Depressão Pós-Parto na mãe. Espera-se, com esse estudo, analisar relações entre o contexto sócio-afetivo de criação, DPP, crenças parentais e o desenvolvimento da linguagem. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BEATRIZ SERVILHA BROCCHI; VERA SILVIA RAAD BUSSAB; VINÍCIUS DAVID. Depressão pós-parto e habilidades pragmáticas: comparação entre gêneros de uma população brasileira de baixa renda. Audiol., Commun. Res., v. 20, n. 3, p. -, Set. 2015.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.