Busca avançada
Ano de início
Entree

Permanências e metamorfoses do trabalho no universo produtivo do calçado: um estudo do pólo industrial de franca/ sp

Processo: 10/15181-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia do Desenvolvimento
Pesquisador responsável:Agnaldo de Sousa Barbosa
Beneficiário:Alexandre Marques Mendes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/13963-0 - Novos empreendedores na indústria do calçado: formação social e ação empresarial (Franca, 1990-2005), AP.JP
Assunto(s):Indústria calçadista   Reestruturação produtiva   Flexibilização do trabalho   Sociologia do trabalho

Resumo

O presente projeto tem como objetivo refletir sobre as profundas transformações ocorridas com o processo de globalização em curso nas últimas décadas, o qual afetou profundamente as dimensões fundamentais da vida social, sobretudo aquelas referentes à dinâmica de acumulação do capital e das formas de organização do trabalho. A atual configuração do capitalismo global engendrou uma reestruturação produtiva que privilegia a flexibilização no processo de trabalho, ocasionando uma peculiar intensificação e precarização do mesmo. No que diz respeito às especificidades das condições de produção que caracterizam a fabricação do calçado, na cidade de Franca, localizada no interior do Estado de São Paulo, cabe destacar que esta demanda baixos investimentos por se constituir de um processo de trabalho de natureza intensiva em mão-de-obra, com tecnologia de produção que guarda ainda acentuado conteúdo artesanal. Portanto, a persistência da fabricação predominantemente manufatureira na indústria do calçado possibilitou a sobrevivência do "saber-fazer" e da "habilidade" como fatores importantes no universo da produção. Como característica intrínseca ao fabrico do calçado, a prática do trabalho em domicílio é tradicional em Franca e está associada às estratégias de constituição e reprodução das pequenas e médias empresas calçadistas. Contudo, as relações e os vínculos empregatícios foram afetados substancialmente e a intenção desse projeto consiste em investigar e elaborar um estudo da situação atual do trabalho fabril formal e informal domiciliar em Franca, considerando as recentes repercussões e influência da reestruturação produtiva no setor.