Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos das resolvinas/neuroprotectina D1 na atenuação da inflamação hipotalâmica na obesidade

Processo: 11/50011-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Licio Augusto Velloso
Beneficiário:Livia Aparecida Davila Bitencourt Pascoal Biazzo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/50809-5 - Inflamação e resposta imune em obesidade, AP.TEM
Assunto(s):Obesidade

Resumo

Em estudo recente financiado pelos projetos FAPESP 2008/58011-0 e 2009/50809-5 (Projeto Temático), observamos que ácidos graxos insaturados omega-3 revertem a inflamação do hipotálamo na obesidade e melhoram consideravelmente o fenótipo obeso por meio do restabelecimento da homeostase energética, reduzindo a ingestão alimentar e aumentando o gasto calórico. Entretanto, os mecanismos celulares e moleculares empregados pelos omegas-3 para produzir tais efeitos são desconhecidos. Estudos recentes revelam que ácidos graxos insaturados omega-3, particularmente o DHA, podem ser convertidos em uma classe de imunomoduladores chamada resolvinas. No sistema nervoso central, por ação da PLA2, DHA presente na membrana das células pode ser liberado e convertido pela enzima 15-lipoxigenase em neuroprotectina D 1, um dos tipos de resolvina. Este projeto tem por objetivo avaliar se a reversão do quadro de inflamação do hipotálamo induzido por omega-3 depende, pelo menos em parte, da produção local de resolvina/neuroprotectina D1. Para tal, a distribuição e expressão das enzimas PLA2 e 15-lipoxigenase serão estudadas por imunohistoquimica, imunoblot e real-time PCR. Além disso, a transdução do sinal da neuroprotectina D1 através de PI3K e Akt será avaliada no hipotálamo de camunodongos tratados por via icv com DHA e RVD2, um ligante sintético para o receptor de resolvina. Por fim, o efeito da inibição da expressão de PLA2 e 15-lipoxigenase no hipotálamo por siRNA será avaliada no contexto do desenvolvimento da obesidade induzida por dieta. Acreditamos que tais estudos, além de promover avanços na compreensão dos mecanismos que controlam o processo inflamatório hipotalâmico na obesidade, poderá oferecer perspectivas para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas na obesidade. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.