Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposição in útero ao bisfenol a (BPA) e ao agente quimiopreventivo Indol-3-Carbinol (I3C): efeitos imediatos e tardios sobre a morfologia e os processos de proliferação e morte celular na próstata de ratos

Processo: 11/01954-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Wellerson Rodrigo Scarano
Beneficiário:Lívia Teresa Ribeiro da Silveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Assunto(s):Próstata   Reprodução   Bisfenol A

Resumo

Sabe-se que fatores ambientais e de estilo de vida, tais como a dieta, são capazes de induzir significativas mudanças na concentração e no metabolismo dos hormônios esteróides sexuais, o que pode contribuir para o desenvolvimento do câncer de próstata. O Bisfenol A (BPA), considerado xenoestrógeno e desregulador endócrino, é um componente dos produtos à base de resinas epóxi e plásticos de policarbonato e tem sido investigado por sua provável atividade carcinogênica para a mama e próstata e pelos efeitos adversos potenciais para a saúde humana. O presente projeto tem como objetivos: 1) avaliar se a exposição gestacional ao BPA adicionado ou não ao Indol-3-carbinol (I3C) altera o padrão de desenvolvimento da próstata no período de morfogênese prostática em machos da geração F1; 2) avaliar se a exposição gestacional ao BPA altera os padrões de proliferação e morte celular no micro-ambiente prostático no período da organogênese prostática e na idade adulta; 3) avaliar o imprinting gestacional do BPA, suplementado ou não com I3C, sobre a próstata de animais adultos. Portanto, fêmeas prenhes da linhagem SD serão divididas em 6 grupos experimentais: (Controle, BPA25 (25 µg/Kg) e BPA250 (250 µg/Kg)), com o uso de ração basal ou ração contendo I3C. Machos SD serão sacrificados no DPN21 e no DPN180 para a avaliação da exposição gestacional. Nos DPN21 e DPN180, os animais serão mortos por decapitação para a coleta de sangue e o complexo prostático será removido, pesado, fixado e destinado à rotina histotécnica para a avaliação histopatológica e imunoistoquímica (Ki67 e Caspase 3 ativada). Análises estereológicas para a mensuração do volume ocupado pelos constituintes teciduas e cálculo para índices de proliferação e morte celular serão realizadas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.