Busca avançada
Ano de início
Entree

O tecnico-cientifico e o sociopolitico na gestao da agua urbana: drenagem e manejo de aguas pluviais no municipio de sao paulo.

Processo: 10/52418-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Recursos Hídricos
Pesquisador responsável:Monica Ferreira Do Amaral Porto
Beneficiário:Maria Lucia Guilherme Borba
Instituição-sede: Instituto de Energia e Ambiente (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Os desafios enfrentados pela universalização do atendimento da população quanto à água urbana - aqui entendida como abastecimento, esgotamento, tratamento e drenagem - nas cidades brasileiras têm recebido a atenção de profissionais e da população em geral. É notório o impacto negativo da falta de tratamento de esgoto doméstico e da extração excessiva dos recursos hídricos sobre o meio ambiente em geral e sobre a disponibilidade específica de água em particular. Essa é uma realidade que atinge, sobretudo, os maiores aglomerados urbanos no Brasil, como é o caso da Região Metropolitana de São Paulo - RMSP. Com esta pesquisa, pretendo estudar a construção da relação entre os campos técnico-científico e sócio-político e seu reflexo na atuação de agências e profissionais da área de água urbana. A hipótese formulada é que 'O diálogo entre a esfera técnico-científica e a esfera sócio-política, tanto nas agências como entre os profissionais que atuam na área da água urbana, pode contribuir para a implantação e o sucesso de intervenções no abastecimento, esgotamento, tratamento e drenagem'. Os objetivos são: 1. A análise crítica da atuação de agências e profissionais da área da água urbana e de seu envolvimento com aspectos sociais das intervenções para avaliar a eficácia das mesmas. 2. Avaliação das causas dessa atuação, buscando-as, sobretudo, na formação e capacitação técnico-científica, no diálogo que estabelecem com outras áreas do conhecimento e sua influência na formulação de políticas públicas abrangedoras. 3. A formulação de uma proposta para a construção da relação entre os campos técnico-científico e sócio-político na gestão da água urbana. A consulta à bibliografia e documentos relevantes para o tema da pesquisa será complementada por entrevistas em amostra representativa do universo da pesquisa: agências provedoras de serviços de água urbana, a formação de profissionais para o setor, autoridades locais e moradores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: