Busca avançada
Ano de início
Entree

Genotipagem de HLA de Classe I e II para seleção de populações de células precursoras dendríticas para estudo da imunobiologia do vírus associado ao Sarcoma de Kaposi (KSHV)

Processo: 10/18764-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Aline Do Nascimento Bolpet
Beneficiário:Nathália Suiti Laszkiewicz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Técnicas de genotipagem   Antígenos HLA

Resumo

O Herpesvírus associado ao sarcoma de Kaposi (Kaposi-associated Herpesvirus - KSHV) está associado ao desenvolvimento do sarcoma de Kaposi (SK) e de outras doenças linfoproliferativas, como o linfoma de efusão primário (Primary Effusion Lymphoma - PEL) e a doença multicêntrica de castleman (Multicentric Castleman Disease - MCD). Mesmo sendo linfotrópico, esse vírus é capaz de infectar outros tipos celulares como macrófagos e células dendríticas. Após a infecção, o KSHV permanece em latência, expressando genes virais essenciais para sua manutenção na célula infectada; entretanto, ocasionalmente sofre reativação lítica, com produção de novas partículas virais. A proteína K1 do KSHV interfere na sinalização celular e proliferação da célula infectada pelo vírus, favorecendo a transformação celular. É codificada pela ORF-K1 viral, a qual apresenta elevada variabilidade entre os diferentes genótipos do KSHV. Até o momento, não está elucidado se diferentes formas de K1 possuem características imunobiológicas peculiares. A latência do KSHV no hospedeiro é mantida sob estrito controle pelo sistema imunitário dos indivíduos imunocompetentes, nos quais a apresentação de antígenos aos linfócitos T via HLA (Human Leucocyte Antigen) de classe I e II ocorre de forma adequada. Móleculas HLA classe I e II apresentam polimorfismos que conferem grande variabilidade no reconhecimento de antígenos, mas também podem aumentar a susceptibilidade a doenças autoimunitárias. Por essa razão, diversos estudos buscam identificar possíveis associações entre os diversos haplótipos de HLA e a susceptibilidade a determinadas doenças. A presente proposta visa efetuar a genotipagem de HLA classe I (A, B e C) e de HLA classe II (DQ e DR) para identificar haplótipos capazes de conferir melhor resposta a epítopos da proteína K1 do KSHV para ensaios posteriores relacionados à imunobiologia do vírus KSHV, a serem iniciados pelo Grupo de Estudos em Carcinogênese Viral e Biologia dos Cânceres da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB), Unesp Botucatu, SP.