Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da composição e distribuição geográfica dos atuns da costa brasileira (Perciformes: Scombridae: Thunnini)

Processo: 11/00881-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Claudio de Oliveira
Beneficiário:Zoila Raquel Siccha Ramirez
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Filogeografia

Resumo

Os peixes conhecidos coletivamente como atuns são animais epipelágicos pertencentes à família Scombridae, que possui ampla distribuição mundial devido às grandes migrações de suas espécies constituintes. Os atuns verdadeiros pertencem à tribo Thunnini que compreende 13 espécies e cinco gêneros Thunnus, Euthynnus, Katsuwonus, Auxis e Allothunnus. Os atuns constituem um importante recurso pesqueiro mundial, sendo mais representativos na indústria alimentícia na produção de enlatados de peixes e no mercado de "sashimi". As espécies de maior valor comercial pertencem ao gênero Thunnus, que são formados por oito espécies distribuídas por todos os oceanos, destacando-se a albacora branca (Thunnus alalunga) e a albacora azul (Thunnus thynnus). Outras espécies de tunídeos são conhecidas como pequenos atuns, sendo exploradas em conjunto, pois ocupam a mesma área geográfica, e sua biologia e formato corporal são muito similares. Esses pequenos atuns são muitas vezes capturados e comercializados como atuns verdadeiros, como o caso de Euthynnus spp. (bacoretes e barrilete negro) ou o atum de nadadeira negra (T. atlanticus). Além disso, muitas destas espécies são chamadas de atuns ou de bonitos dependendo o lugar onde são capturados e sua identificação é muito difícil quando estão no mercado sendo comercializados como filé. A identificação das espécies que compõe um recurso pesqueiro é imperativa, não somente pela importância cientifica que por si só representa, mas também do ponto de vista da gestão do recurso. Resultados errôneos podem ser produzidos, se considerarmos diversas populações isoladas ou espécies distintas como uma única população. Deste modo o objetivo do projeto é desenvolver mecanismos de identificação forense das espécies exploradas junto à pesca de atuns e muitas vezes confundidas, como tais, auxiliar na definição taxonômica da tribo Thunnini e fornecer dados a respeito da dinâmica populacional das espécies dentro desta tribo utilizando técnicas moleculares. Tais resultados deverão servir para uma melhor identificação das espécies auxiliando nas estatísticas pesqueiras, caracterização das populações existentes e delimitação de áreas prioritárias para programas de conservação e manejo da biodiversidade.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAQUEL SICCHA-RAMIREZ, ZOILA; MAROSO, FRANCESCO; PARDO, BELEN G.; FERNANDEZ, CARLOS; MARTINEZ, PAULINO; OLIVEIRA, CLAUDIO. SNP identification and validation on genomic DNA for studying genetic diversity in Thunnus albacares and Scomberomorus brasiliensis by combining RADseq and long read high throughput sequencing. Fisheries Research, v. 198, p. 189-194, FEB 2018. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RAMIREZ, Zoila Raquel Siccha. Análise da composição e distribuição geográfica dos atuns da costa brasileira (Perciformes: Scombridae: Thunnini). 2015. 92 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.