Busca avançada
Ano de início
Entree

Explorando o conceito de auto liderança e sua aplicabilidade cultural-dependente: uma análise comparativa entre Brasil e Estados Unidos

Processo: 11/02922-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 08 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Ana Lúcia Kazan
Beneficiário:Ana Lúcia Kazan
Anfitrião: Roger Dale Safrit
Instituição-sede: Instituto de Ensino, Pesquisa e Administração (INEPAD). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : North Carolina State University (NC State), Estados Unidos  
Assunto(s):Formação e capacitação de recursos humanos   Liderança   Motivação   Desempenho no trabalho

Resumo

Autoliderança é um processo através do qual as pessoas influenciam a si próprias de maneira a alcançar auto-direção e auto-motivação necessárias para se comportar e executar o que precisa de maneira efetiva e eficiente. Autoliderança utiliza técnicas de controle de pensamento e comportamento, auto-recompensa e auto-regulação, que proporcionam a quem a pratica um desempenho mais confiante, mais focado, mais criativo, e com melhores resultados de sucesso em eficiência pessoal e profissional, de grande interesse particularmente para empresas e instituições. Conceito nascido nos Estados Unidos, a autoliderança tem sido objeto de inúmeras pesquisas naquele país já há quase 30 anos, mas apenas nos últimos anos começou a ser analisada em outros contextos culturais, como na China. Numa época em que trabalhadores cada vez mais veem seus trabalhos como uma maneira de auto-realização e não apenas como um ganha-pão, e esperam por isso ter mais controle e influência sobre seu desempenho e crescimento profissional, a autoliderança vem proporcionar o caminho para que essa autonomia desejada se viabilize com responsabilidade, foco, e direção.O presente estudo replicará pesquisa doutoral da autora, originariamente efetuada nos Estados Unidos, buscando fatores desencadeadores de autoliderança. O estudo não apenas comparará duas amostras de participantes, brasileiros e norte-americanos, como também analisará a validade do conceito de autoliderança na cultura brasileira. O estudo ainda colaborará para o esforço internacional de validação do mais novo questionário de medição e liderança (RSLQ - Revised Self-Leadership Questionnaire, de Houghton e Neck, 2002) através da realização de análise fatorial do instrumento com os dados colhidos no Brasil e nos Estados Unidos. As aplicações práticas dos resultados desde trabalho envolvem: (a) o treinamento e o preparo dos profissionais dos ambientes de trabalho contemporâneos, de maneira a que possam participar mais rápida e eficientemente de decisões institucionais e relativas à própria carreira; (b) treinamento dos novos gestores e administradores, de maneira a prepará-los para essa nova força de trabalho mais participativa e empreendedora; (c) inclusão nos currículos das universidades de disciplinas preparatórias relacionadas à autoliderança; (d) compreensão dos efeitos institucionais e empresariais de uma força de trabalho com iniciativa e auto-regulação; (e) validação de instrumento aplicável internacionalmente de medição de autoliderança; e (f) compreensão dos fatores que provocam ou inibem o desenvolvimento da autoliderança. (AU)