Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise in situ do efeito do laser de CO2 no controle da progressão de lesões de erosão e abrasão no esmalte dental

Processo: 10/19247-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Silmara Aparecida Milori Corona
Beneficiário:Taisa Penazzo Lepri
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Erosão dentária   Abrasão dentária   Lasers de gás   Esmalte dentário

Resumo

O presente estudo, composto por 2 experimentos in situ, tem por objetivo avaliar o efeito da irradiação com laser de CO2 no controle da progressão de lesões de erosão e, posteriormente, analisar a influência da abrasão nestas superfícies irradiadas e submetidas ao desafio erosivo. Nos dois experimentos a seleção dos espécimes será feita através de leituras de microdureza (25g, 5s). No primeiro experimento, composto por duas fases, 14 voluntários utilizarão dispositivos intrabucais contendo fragmentos de esmalte com lesões de erosão e tratados ou não com o laser de CO2. Para formação de lesão de erosão, os espécimes serão submetidos a desafios ácidos iniciais duas vezes ao dia, durante dois dias, através de um regime alternado de erosão e remineralização. Para isso, os espécimes serão imersos individualmente em 25 ml de suco de laranja (pH 3,75) por 5 min sob agitação, enxaguados com água deionizada e armazenados em saliva artificial por 4 h. Metade do total de espécimes com lesões de erosão pré-formadas serão irradiados com laser de CO2 (» = 10,6 µm; 1,0 W) no modo ultrapulso. Para a fase in situ do experimento 1, os fragmentos de esmalte serão montados em dispositivo intrabucal para serem instalados nos participantes para a realização dos desafios erosivos, através da imersão dos dispositivos em 150 mL de suco de laranja, (8:00, 12:00, 16:00 e 20:00h) ou água mineral, de maneira alternada e independente. Os espécimes serão avaliados quanto à perfilometria em 3 momentos: inicial (baseline), após tratamento superficial, e após desafio erosivos ex vivo. Em cada momento da análise de perfilometria por desgaste serão realizadas 3 leituras ao longo da superfície do esmalte. Ao final dos desafios erosivos, serão realizadas 5 leituras de microdureza superficial. No segundo experimento, o preparo e seleção dos espécimes de esmalte bovino, a indução das lesões de erosão iniciais e os tratamentos serão realizados como no primeiro experimento. Após a realização dos tratamentos, os espécimes serão montados em dispositivo palatino para serem instalados nos participantes para a realização dos desafios erosivo e erosivo/abrasivo. O dispositivo palatino será submetido aos desafios erosivos, que serão realizados conforme descrito anteriormente para o experimento 1. Um dos lados do dispositivo será submetido ao desgaste abrasivo através de escovação padronizada com auxílio de uma escova dental elétrica e slurry de dentifrício (9h, 13h e 17h). Os espécimes serão avaliados quanto à perfilometria em 3 momentos: inicial (baseline), após tratamento superficial, e após os desafios erosivos ex vivo. Em cada momento da análise de perfilometria por desgaste serão realizadas 3 leituras ao longo da superfície do esmalte. Ao final dos desafios erosivos, serão realizadas 5 leituras de microdureza superficial. Uma análise qualitativa por meio de microscopia eletrônica de varredura será realizada em 3 espécimes de cada grupo. Os dados obtidos nos dois experimentos serão submetidos à análise estatística, de forma separada e independente. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEPRI, TAISA PENAZZO; SCATOLIN, RENATA SIQUEIRA; COLUCCI, VIVIAN; DE ALEXANDRIA, ADILIS KALINA; MAIA, LUCIANNE COPLE; TURSSI, CECILIA PEDROSO; MILORI CORONA, SILMARA APARECIDA. In Situ Analysis of CO2 Laser Irradiation on Controlling Progression of Erosive Lesions on Dental Enamel. MICROSCOPY RESEARCH AND TECHNIQUE, v. 77, n. 8, p. 586-593, AUG 2014. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TAISA PENAZZO LEPRI. Análise in situ do efeito do laser de CO2 no controle da progressão de lesões de erosão e abrasão no esmalte dental. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.