Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de nanoemulsões parenterais contendo ácido ursólico para otimização do tratamento de Doença de Chagas

Processo: 10/20310-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Juliana Maldonado Marchetti
Beneficiário:Erika Cristina Vargas de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Chagas   Sistemas de liberação de medicamentos   Ácido ursólico

Resumo

RESUMOCento e um anos após a descoberta da doença de Chagas ela permanece no topo da lista das doenças negligenciadas e continua vitimando milhares de pessoas, principalmente nas regiões mais carentes da América Latina. Causada pelo parasita Tripanossoma cruzi, é uma doença silenciosa, pois pode permanecer assintomática por anos. Há 40 anos existem somente dois medicamentos para tratamento de Chagas, porém, estes não tratam a fase crônica e possuem efeitos colaterais severos. Nos últimos anos houve progresso nos esforços para desenvolver novos fármacos com atividade tripanocida e muitas pesquisas têm sido conduzidas neste âmbito. Os produtos naturais são o principal alvo destas pesquisas. O ácido ursólico e seu isômero, ácido oleanólico são terpenos de origem natural que já demonstraram ter importante ação tripanocida além de hepatoprotetora e antitumoral, porém, a hidrofobicidade destes compostos é um desafio na produção de formas farmacêuticas que os veiculem. Algumas estratégias farmacotécnicas já vêm sendo estudadas para superar esta limitação como complexação com ciclodextrinas, nanoemulsões e nanosuspensões. A nanotecnologia tem atraído investimentos da ordem de US$ 3 bilhões principalmente nas áreas farmacêutica e de monitoramento da saúde com métodos de diagnóstico, melhoramento da liberação de fármacos e imagem molecular. Dentre as estratégias, as nanoemulsões têm larga aplicação na indústria cosmética e de medicamentos devido a vantagens como maior capacidade de solubilização em relação às emulsões convencionais permitindo a incorporação de fármacos pouco solúveis em água na fase oleosa além de maior estabilidade conferida pelo tamanho diminuto dos glóbulos. Face ao exposto, o presente projeto propõe o desenvolvimento de nanoemulsão contendo ácido ursólico para administração parenteral. As formulações serão caracterizadas por microscopia eletrônica, medida de tamanho e distribuição de tamanhos de glóbulos, potencial zeta, viscosidade e medida de valores de pH. Os estudos in vitro permitirão avaliar a liberação do fármaco a partir do sistema desenvolvido e os in vivo avaliarão a atividade tripanocida do mesmo.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Erika Cristina Vargas de. Desenvolvimento de nanoemulsões contendo ácido ursólico para otimização do tratamento da doença de Chagas. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.