Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias fisiológicas e comportamentais em anuros no semi-árido: implicações sobre o balanço energético e hídrico

Processo: 10/20230-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Carlos Arturo Navas Iannini
Beneficiário:Isabel Cristina Pereira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57687-0 - Effects of global climate change of the Brazilian fauna: a conservation physiology approach, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Anura   Caatinga   Balanço hídrico   Estivação   Metabolismo energético

Resumo

As Caatingas formam um domínio morfoclimático exclusivo do Brasil, caracterizado por índices pluviométricos baixos e imprevisíveis, além de temperaturas elevadas. Estas características parecem tornar este ambiente inóspito para os anfíbios. Contudo, este bioma é habitado por 48 espécies de anuros representados em 9 famílias, incluindo espécies capazes de sobreviver durante a fase de estiagem exibindo a estivação como estratégia para a sobrevivência. Nas Caatingas, a estivação é caracterizada como um conjunto de alterações fisiológicas e comportamentais relacionadas com a redução do metabolismo e a permanência em microhabitats específicos durante a fase de estiagem. Este projeto propõe investigar os padrões metabólicos e comportamentais de diferentes espécies de anuros pertencentes a duas famílias distintas encontradas enterradas durante a fase de estiagem nas Caatingas. Neste trabalho serão focadas as alterações sazonais que ocorrem nas espécies Physalaemus albifrons (Leiuperidae), Proceratophrys cristiceps (Cycloramphidae) e Pleurodema diplolistris (Leiuperidae), que ocorrem em microhabitats semelhantes, mas parecem exibir respostas diferenciadas para os mesmos desafios impostos pelo ambiente, em geral relacionados com a manutenção dos balanços energético e hídrico. Serão testadas hipóteses sobre a diferenciação no grau de depressão metabólica e uso de estratégias para manter o balanço hídrico entre as espécies.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PEREIRA, Isabel Cristina. Estratégias fisiológicas e comportamentais em anuros no semiárido: implicações sobre o balanço energético e hídrico. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.