Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo e desenvolvimento de novos catalisadores para emprego em fotorreatores solares

Processo: 10/20340-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Roberto Guardani
Beneficiário:Thiago Lewis Reis Hewer
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57708-7 - CEPEMA-USP, AP.TEM
Assunto(s):Dióxido de titânio   Fotocatálise heterogênea

Resumo

Os processos oxidativos avançados (POAs) apresentam-se com grandes prespectivas para a degradação dos compostos orgânicos poluentes recalcitrantes ao tratamentos tradicionais (ex: biológicos). Dentre os POAs a fotocatálise heterogênea mostra-se como uma alternativa promissora para minimizar o impacto poluidor de uma série de espécies químicas de relevância ambiental e também de matrizes complexas como efluentes industriais. O TiO2 é o semicondutor mais utilizado no processo de fotocatálise heterogênea. Apesar deste óxido promover a mineralização de uma série de compostos orgânicos poluentes ele apresenta algumas limitações. Dentre elas, destaca-se a necessidade de se empregar radiação ultravioleta para promover a geração de espécies radicalares, as quais promovem a oxidação dos compostos orgânicos poluentes. Uma vez que o emprego da radiação ultravioleta implica na elaboração de reatores complexos, além de gastos energéticos elevados, limitando a aplicabilidade deste tratamento.Neste projeto pretende-se estudar a dopagem do TiO2 com íons lantanóides e elementos não metálicos visando diminuir a energia de band gap deste semicondutor e permitir a sua fotoativação com radiações na região do visível. Ainda com o intuito de estudar processos fotocatalíticos nesta região do espectro, pretende-se avaliar semicondutores alternativos que possuam energias band gap menores que 3,0 eV, tais como o ZnSe. Finalmente, pretende-se avaliar os desempenhos fotocatalíticos destes materiais na degradação de fenol utilizando radiações na região do visível e avaliar os materiais mais promissores com radiação solar. Para os ensaios com radiação solar serão empregandos reatores tubulares com coletores cilíndricos parabólicos compostos (CPC, "compound parabolic reactors").

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)