Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos celulares envolvidos no relaxamento induzido por doador de óxido nítrico em artéria mesentérica de resistência e artéria coronária de ratos hipertensos renais

Processo: 11/02157-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Lusiane Maria Bendhack
Beneficiário:Fernanda Aparecida de Andrade
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertensão renal   Vasodilatação

Resumo

O óxido nítrico (NO) endógeno é um modulador fisiológico que realiza um importante papel no controle do tônus vascular e da pressão arterial. Porém, o NO pode reagir com espécies reativas de oxigênio (EROs) levando à redução de sua biodisponibilidade, como tem sido observado em doenças como hipertensão arterial. A princípio, a regulação do tônus dos vasos de resistência é determinante na regulação da pressão arterial e representa assim um dos principais alvos terapêuticos no uso de antihipertensivos. Além disso, drogas que possam promover vasodilatação coronariana sem efeitos citotóxicos, com meia-vida prolongada, que possam ser utilizados cronicamente e que não induzam tolerância, são de grande interesse na prática clínica. Neste contexto, a hipótese deste trabalho é de que o composto doador de NO (PY) seja capaz de induzir relaxamento vascular em anéis de artéria mesentérica de resistência e artéria coronária, de ratos normotensos e hipertensos renais (2R-1C) e de que o tratamento crônico de ratos hipertensos renais com antioxidante é capaz de potencializar o efeito hipotensor desse doador de NO. O objetivo do nosso trabalho é de investigar os mecanismos celulares envolvidos no relaxamento vascular induzido pelo composto PY em anéis de artéria mesentérica de resistência e artéria coronária, de ratos normotensos e hipertensos renais (2R-1C) e avaliar o efeito hipotensor deste composto em ratos hipertensos renais tratados com antioxidante. Investigaremos os mecanismos celulares envolvidos no efeito vasodilatador do composto PY por estudos de reatividade vascular. Os efeitos celulares do composto doador de NO serão avaliados pela técnica de miscroscopia confocal e a quantificação de nitrito liberado pelo composto pela técnica de quimioluminescência. Estudos de expressão protéica da subunidade P47phox da enzima NAD(P)H oxidase serão realizados pela técnica de Western Blot.