Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional e estudo dos mecanismos de respostas ao dano celular causado pela L-aminoácido oxidase de Calloselasma Rhodostoma em linhagens celulares humanas

Processo: 11/02645-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Suely Vilela
Beneficiário:Tássia Rafaella Costa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Citotoxicidade   L-aminoácido oxidase

Resumo

As peçonhas de serpentes de uma forma geral são constituídas por uma grande variedade de proteínas com efeitos tóxicos que podem causar danos teciduais locais ou sistêmicos. A busca por compostos ativos, presentes nas peçonhas de serpentes, que são responsáveis pelo quadro do envenenamento ofídico tem sido alvo de muitas pesquisas. As L-aminoácido oxidases (LAAOs) constituem um dos principais componentes dos venenos de serpentes e tem sido estudadas devido à sua presença em grande quantidade, mas principalmente devido aos diversos efeitos fisiopatológicos em que está envolvida como, indução de apoptose, citotoxicidade, indução e/ou inibição de agregação plaquetária, hemorragia, hemólise, edema, atividade bactericida, leishmanicida, anti-HIV, entre outros. As LAAOs isoladas e caracterizadas de venenos de serpentes tornaram-se importantes alvos de pesquisa, devido ás suas possíveis aplicações biotecnológicas, na busca de novos fármacos de interesse na clínica médica e científica. O principal objetivo deste projeto é caracterizar funcionalmente a L-aminoácido oxidase de Calloselasma rhodostoma (CR-LAAO) a fim de avaliar a ação dessa proteína no processo inflamatório, na atividade antiparasitária (tripanomicida e leishmanicida), fungicida, bactericida e citotóxica sobre as células tumorais HL-60 e HEPG2 e células normais PBMC. Outros parâmetros para análise de indução de células apoptóticas serão avaliados pela metodologia de citometria de fluxo, além da análise da atuação dessa toxina sobre o ciclo celular. Em sequência, serão verificadas as vias de atuação da CR-LAAO frente aos estudos de expressão gênica, caracterizando as vias de apoptose mediadas pelos genes pró-apoptóticos Bax, Fas e o gene anti-apoptótico Bcl-2, utilizando a metodologia de PCR em tempo real. Este estudo permitirá a melhor compreensão dos diversos mecanismos de ação que envolvem esta enzima multifuncional e abrirá perspectivas para uma possível utilização desta proteína como modelo molecular e para o desenvolvimento de novos fármacos para aplicações terapêuticas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COSTA, TASSIA R.; MENALDO, DANILO L.; DA SILVA, CASSIO PRINHOLATO; SORRECHIA, RODRIGO; DE ALBUQUERQUE, SERGIO; PIETRO, ROSEMEIRE C. L. R.; GHISLA, SANDRO; ANTUNES, LUSANIA M. GREGGI; SAMPAIO, SUELY V. Evaluating the microbicidal, antiparasitic and antitumor effects of CR-LAAO from Calloselasma rhodostoma venom. International Journal of Biological Macromolecules, v. 80, p. 489-497, SEP 2015. Citações Web of Science: 23.
COSTA, TASSIA R.; BURIN, SANDRA M.; MENALDO, DANILO L.; DE CASTRO, FABIOLA A.; SAMPAIO, SUELY V. Snake venom L-amino acid oxidases: an overview on their antitumor effects. Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases, v. 20, JUN 2 2014. Citações Web of Science: 38.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
COSTA, Tássia Rafaella. Caracterização funcional e estudo dos mecanismos de resposta ao dano celular causado por uma L-aminoácido oxidase de Calloselasma rhodostoma em linhagens celulares humanas. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.