Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da erosividade da chuva na unidade de gerenciamento de recursos hídricos do médio paranapanema (ugrhi-17)

Processo: 11/03468-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia
Pesquisador responsável:Jonas Teixeira Nery
Beneficiário:Ana Cláudia Do Carmo Carvalho
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ourinhos. Ourinhos , SP, Brasil
Assunto(s):Chuva   Variabilidade   Climatologia

Resumo

As precipitações pluviais, combinada com a ausência de cobertura vegetal e com a não utilização de práticas conservacionistas de manejo do solo, potencializam a ação dos processos erosivos. No meio rural, as perdas de solo por erosão prejudicam atividades agropecuárias, principalmente pela diminuição da fertilidade. Ocasionam também problemas urbanos, como ravinas e voçorocas em vias não pavimentadas, terrenos baldios e loteamentos recentes; formação de depósitos tecnogênicos, comprometimento da capacidade de geração de hidroeletricidade e do abastecimento de água urbano. Nesse sentido, é imprescindível compreender essa dinâmica e os fatores associados á implantação dos quadros erosivos, notadamente a erosividade da chuva, Fator R da Equação Universal de Perdas de Solo por Erosão (EUPS). Além disso, serão também calculados o período de retorno, a freqüência de ocorrência dos índices de erosividade anuais e as quantidades máximas diárias das chuvas necessárias para o dimensionamento mais adequado de canais de terraços agrícolas em nível. Obter esse fator é uma importante contribuição para predizer se predomina chuvas com potencial erosivo ou não numa determinada área. Desta forma, no presente projeto, pretende-se determinar a erosividade da chuva, na Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Médio Paranapanema, obtida a partir do índice , tendo por base dados da Agência nacional de Águas (ANA).