Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da melatonina na expressão da proteína c-Fos no tronco encefálico de ratos Wistar

Processo: 11/06700-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Adriana Paula Sanchez Schiaveto
Beneficiário:Adriele Delchiaro
Instituição-sede: Faculdades Integradas Padre Albino (FIPA). Fundação Padre Albino (FPA). Catanduva , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57829-9 - Papel da melatonina no controle respiratório de vertebrados, AP.JP
Assunto(s):Anóxia   Tronco cerebral   Fenômenos fisiológicos respiratórios   Melatonina   Hipercapnia

Resumo

O controle da ventilação em vertebrados é realizado com a participação de quimiorreceptores periféricos e centrais, sendo que estes últimos exercem um papel predominante. Os quimiorreceptores centrais respondem a alterações de CO2/pH no líquor e estão localizados na superfície ventral do bulbo bem como em várias outras regiões do tronco encefálico. A ventilação e a quimiossensibilidade, assim como diversos parâmetros fisiológicos apresentam um ritmo circadiano que está estreitamente relacionado ao ciclo claro-escuro. A melatonina, hormônio produzido pela glândula pineal, devido ao seu padrão de secreção noturno, funciona como um sinalizador do dia e da noite, contribuindo de forma importante, através da sua relação com o núcleo supraquiasmático (oscilador circadiano) para a sincronização e a expressão de uma diversidade de ritmos biológicos. Estudos têm revelado a presença de receptores de melatonina nos corpos caróticos de ratos e sua participação na quimiossensibilidade periférica à hipercapnia e à hipóxia. O presente estudo tem o objetivo de pesquisar a participação de melatonina no controle central da ventilação em ratos. Para isso será avaliada a expressão da proteína c-fos em áreas do tronco encefálico envolvidas com o controle da ventilação, frente a microinjeção de melatonina no quarto ventrículo cerebral