Busca avançada
Ano de início
Entree

Leguminosae brasileiras de interesse farmacológico: morfo-anatomia e embriologia de espécies de Indigofera

Processo: 05/02104-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2005
Vigência (Término): 31 de agosto de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Simone de Pádua Teixeira
Beneficiário:Mayumi Yamada
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/11834-5 - Leguminosae brasileiras de interesse farmacológico: morfo-anatomia e embriologia de espécies de Indigofera L., AP.JP
Assunto(s):Leguminosae   Reprodução   Histoquímica   Embriologia   Anatomia

Resumo

O bolsista realizará atividades que contemplem os objetivos de dois projetos em andamento aprovados pela Fapesp: Projeto JP 02/11834-5 e Projeto AP 03/06490-8, ambos coordenados pela Profa. Dra. Simone de Pádua Teixeira. Tais atividades consistirão em empregar metodologias de rotina em anatomia vegetal para a confecção de lâminas permanentes (inclusão do material vegetal em parafina, emblocamento e seccionamento do material, coloração e montagem dos cortes) e semi-permanentes (normalidade das tétrades, viabilidade do pólen e das sementes). A partir das lâminas semi-permanentes serão feitas contagens de tétrades normais, grãos de pólen e sementes viáveis. A bolsista está apta a bem cumprir estas atividades, pois é graduada em Biologia, tendo cursado várias disciplinas de Biologia Vegetal e monitorado a disciplina "Biologia Celular". Além disto, o curso superior propicia experiência nas análises de viabilidade de pólen, sementes e normalidade das tétrades, o que requer conhecimentos sobre células. A aprovação desta solicitação será de extrema importância para o andamento das pesquisas dos projetos citados, visto que o técnico destinado pela USP ao laboratório de Farmacobotânica divide seu turno de trabalho com outro laboratório.As atividades do bolsista consistirá no emprego das metodologias para a confecção de lâminas permanentes e semi-permanentes (normalidade das tétrades, viabilidade do pólen e das sementes), citadas a seguir:1) Confecção de lâminas permanentes - desidratação gradual em série etílica, de material anteriormente fixado, inclusão em parafina, seccionamento transversal e longitudinal (4 a 6µm de espessura), coloração com (a) reagente de PAS acrescido de Azul de Toluidina 0,05% (O’ Brien et al. 1964), (b) Azul de Toluidina em tampão acetato (pH 3,7) (Gerlach 1969), e (c) Safrablau (Arduin & Krauss), e montagem das lâminas em resina sintética.2) Normalidade das tétrades - Para o estudo comparativo do índice meiótico, tétrades serão analisadas em cinco botões retirados de cinco inflorescências (um botão para cada inflorescência) em dez indivíduos de cada espécie (cinco indivíduos por população, duas populações por espécie). Anteras em desenvolvimento serão esmagadas, coradas com Carmin Acético e montadas entre lâmina e lamínula (Medina & Conagin, 1964). Aproximadamente 200 células em estádio de formação de tétrades por botão serão contadas e avaliadas quanto à forma e ao número (total de 1000 tétrades por indivíduo, 5000 tétrades por população e 10000 tétrades por espécie).3) Viabilidade do pólen - Grãos de pólen viáveis serão analisados em cinco flores em antese retiradas de cinco inflorescências (uma flor para cada inflorescência) em dez indivíduos de cada espécie (cinco indivíduos por população, duas populações por espécie). As anteras maduras serão esmagadas, coradas com Carmin Acético e montadas entre lâmina e lamínula (Medina & Conagin, 1964). Aproximadamente 200 grãos por flor serão contados e avaliados quanto à forma e presença de citoplasma (total de 1000 grãos por indivíduo, 5000 grãos por população e 10000 grãos por espécie).4) Viabilidades das sementes – A viabilidade do embrião no interior da semente será avaliada em 50 sementes por indivíduo em cinco indivíduos por população (dependerá da espécie estudada). As sementes serão colocadas em solução de cloreto de 2,3,5-trifenil-tetrazólio a 1% por 24 h. A coloração avermelhada indica a presença de estrutura embrionária bem desenvolvida, sendo as sementes consideradas viáveis; a ausência de coloração indica estrutura embrionária rudimentar ou ausência de embrião e tais sementes serão consideradas inviáveis (Borba & Semir, 1998). A eficácia deste método será avaliada inicialmente por comparação da porcentagem de sementes viáveis detectada pelo teste do Tetrazólio a um teste piloto de germinação das sementes do mesmo lote.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TEIXEIRA, SIMONE DE PADUA; CAPUCHO, LIANA CARNEIRO; MACHADO, SILVIA RODRIGUES. Two novel reports of semidry stigmatic surface in Asteraceae. FLORA, v. 206, n. 4, p. 328-333, 2011. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.