Busca avançada
Ano de início
Entree

Recuperação de fontes seriais para histografia da criança institucionalizada no estado de São Paulo

Processo: 05/01436-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Roberto da Silva
Beneficiário:Fernanda Guinoza Matuda
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/06393-2 - Recuperação de fontes seriais para a historiografia da criança institucionalizada, AP.PP
Assunto(s):Educação a distância   Ensino profissional e técnico   Cidadania   Educação para cidadania   Criança institucionalizada   Treinamento profissional

Resumo

Programa de atividades do candidato dentro do projeto de pesquisa. As atividades de treinamento técnico serão desenvolvidas no âmbito do projeto Recuperação de Fontes Seriais para a Historiografia da Criança Institucionalizada no Estado de São Paulo, aprovado pela FAPESP dentro do Programa de Políticas Públicas. Este projeto (processo Nº 03/06393-2) é desenvolvido por meio de parceria entre a Faculdade de Educação e a FEBEM-SP com a colaboração do Arquivo do Estado de São Paulo e tem vigência até março de 2007. Seu principal objetivo é colocar em uma base de dados informatizadas as informações constantes de aproximadamente 300.000 prontuários referentes a crianças órfãs e abandonadas colocadas sob a tutela do Estado. A disponibilização dessa massa documental para a pesquisa interessa de imediato a oito linhas de pesquisas configuradas dentro deste projeto (Pedagogia, Psicologia, Serviço Social, Direito, Ciências Sociais, Arquivologia, História e Ciência da Computação). As 120 horas de treinamento da Fase I para os 12 bolsistas de iniciação científica foram feitas todas de forma presencial exigindo grandes esforços de deslocamento para toda a equipe. Para a Fase II pretendemos que os treinamentos a serem dados utilizem os recursos de E-learning. Temos essa necessidade por temos incluído na equipe de pesquisa alunos do Curso de Arquivologia da UNESP de Marília e 12 adolescentes em cumprimento de medida sócio-educativa nas dependências da FEBEM no complexo do Tatuapé e que por determinação judicial têm reduzida a sua liberdade de ir e vir. Consideramos também a interface do projeto de pesquisa com a Arquivologia quanto a produção, organização e disponibilização da informação de interesse público e social para: I - Planejamento de Políticas Públicas. II - Monitoramento das Políticas Públicas por parte da sociedade civil. III - Ampliação do exercício dos direitos de cidadania. Aos integrantes do grupo de pesquisa, inclusive aos alunos de Arquivologia de Marília, disponibilizaremos na página www.linux.ime.usp.br/~rideaki/febem/main.html, os seguintes conteúdos: Treinamento em protocolos de transferência de arquivos • Utilização dos recursos de rede • Utilização de ferramentas para treinamento on-line • Ferramentas para utilização de biblioteca virtual •Utilização dos recursos de tele e vídeo conferência • Aos adolescentes da FEBEM, que auxiliarão nas tarefas de arquivística e de digitação para alimentação do Banco de Dados, será necessário disponibilizar os seguintes conteúdos: Treinamento básico de Informática para as atividades de digitação e • escaneamento de imagens e alimentação do Banco de Dados Noções básicas de estrutura, organização e funcionamento de Banco de Dados • Noções básicas para utilização de rede e internet • Fernanda Guinoza Matuda, pedagoga recém formada (FEUSP-2004) trabalhará em conjunto com Reginaldo Rideaki Kamiya, aluno do Curso de Ciência da Computação do Instituto de Matemática e Estatística da USP, para o desenvolvimento dos conteúdos necessários ao ensino à distância, fazendo-se necessário que ambos recebam treinamentos básicos para integração dos saberes das Ciências da Educação e das Ciências da Computação. Parte desse treinamento será dado pelo Centro de Computação Eletrônica (CCE) da Universidade de São Paulo e parte pelo LIFE (Laboratório de Informática da Faculdade de Educação). Para viabilizar o Ensino e o Treinamento à distância, a candidata precisará organizar para disponibilizar aos alunos de Ciência da Computação e Arquivologia conteúdos relacionados a: Teorias do Conhecimento e da Aprendizagem • Métodos e técnicas de Ensino à distância • Didática e metodologia do Ensino • Psicologia da Educação •Sociologia da Educação • História da Educação • Métodos e técnicas de avaliação •