Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel das proteínas intracelulares NOD e da proteína adaptadora MyD88 na regulação da expressão de RANKL e modulação da resposta inflamatória induzidos por antígenos bacterianos in vitro: estudo em células relevantes do periodonto

Processo: 06/00721-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2006
Vigência (Término): 31 de março de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Carlos Rossa Junior
Beneficiário:Morgana Rodrigues Guimarães Stabili
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/04247-4 - Papel das proteínas intracelulares NOD e da proteína adaptadora MyD88 na regulação da expressão de RANKL e modulação da resposta inflamatória induzidos por antígenos bacterianos in vitro: estudo em células relevantes do periodonto, AP.R
Assunto(s):Etiologia   Doenças periodontais   Inflamação   Lipopolissacarídeos   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular   Receptor ativador de fator nuclear kappa-B

Resumo

A reabsorção do osso alveolar é uma das principais características associadas à progressão da doença periodontal destrutiva. Acredita-se que é resultante primariamente da reação inflamatória/imune iniciada em resposta aos microrganismos presentes no biofilme dental. Apesar da enorme complexidade da microbiota envolvida, considera-se que bactérias Gram-negativas tenham um papel relevante na etiopatogênese da doença periodontal. Um dos reconhecidos fatores de virulência destes microrganismos é representado por um componente de sua parede externa denominado endotoxina ou lipopolissacarídeo (LPS). É interessante notar que o LPS pode exercer efeitos deletérios independentemente da viabilidade do microrganismo. Assim, a presença do LPS na proximidade dos tecidos periodontais pode iniciar a secreção de diversos mediadores inflamatórios que podem levar à degradação tanto do tecido conjuntivo quanto ósseo. Recentemente, uma molécula denominada ligante do receptor-ativador do fator nuclear kappa-B (receptor-activator of nuclear factor kappa B ligand ou RANKL) foi identificada como membro de um novo sistema de citocinas com a função de induzir a diferenciação de osteoclastos. Este é um dos maiores avanços em biologia óssea, pois constitui o paradigma atual de regulação da osteoclastogênese, tendo, portanto, importantes implicações para o entendimento e terapia de condições e doenças que envolvem alteração na homeostase do tecido ósseo, como: osteoporose associada à deficiência de estrógeno, syndrome de Paget, artrite reumatóide, reparo de fraturas, metástase tumoral em tecido ósseo e doença periodontal. Considerando a relevância do LPS bacteriano na patogênese da doença periodontal, o papel decisivo de RANKL no processo de reabsorção óssea e a relevância da expressão de algumas citocinas na modulação da resposta inflamatória, o objetivo do projeto é avaliar a possível implicação da utilização de diferentes vias de sinalização intracelular após a estimulação com LPS na regulação da expressão de RANKL e de citocinas envolviodas na modulação da resposta inflamatória, o objetivo geral deste projeto é estudar os mecanismos de regulação da expressão de RANKL e de citocinas capazes de modular a inflamação. A hipótese principal é que as vias de sinalização intracelular utilizadas após o estímulo com antígenos microbianos têm influência decisiva na expressão tanto de RANKL quanto das citocinas moduladoras da inflamação. Assim, a compreensão dos mecanismos moleculares que governam a expressão de RANKL e destas citocinas pode levar a novas estratégias terapêuticas visando a redução e/ou prevenção da reabsorção óssea, os quais poderiam ser testados em estudos posteriores usando modelos experimentais in vivo. Os objetivos específicos propostos para este projeto são os seguintes: 1) Avaliar, após estímulo com LPS, o papel das vias de sinalização intracelulares dependentes e não-dependentes de MyD88 na expressão de RANKL, do seu antagonista OPG e de citocinas envolvidas na modulação da inflamação (IL-4, IL-10, IFN-gama e IFN-beta); 2) Estudar o papel das proteínas Nod na expressão de RANKL, do seu antagonista OPG, e das citocinas envolvidas na modulação da inflamação (IL-4, IL-10, IFN-gama e IFN-beta), após indução com LPS