Busca avançada
Ano de início
Entree

Credicell: sistema de gestão e processamento de transações de crédito no celular

Processo: 06/00762-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Arnaldo Ferreira Sima
Beneficiário:Maria Luisa Lopes de Faria
Empresa:Sima Comércio e Serviços Ltda
Vinculado ao auxílio:05/02690-8 - Credicell - sistema de gestão e processamento de transações de crédito no celular, AP.PIPE
Assunto(s):Comércio eletrônico   Crédito   Aquisição por compra   Processamento de sinais   Processamento de imagens

Resumo

O modelo atual de processamento de transações de crédito através dos atuais cartões plásticos apresenta diversas limitações, sobretudo relacionadas com as possibilidades de perdas e fraudes. Apesar disso e do fato das tecnologias empregadas neste processo serem muito antiquadas, elas ainda se apresentam como as mais viáveis devido à relação custo-benefício apresentada. Atualmente, os pagamentos através de cartões de crédito são líderes tanto nos pagamentos de compras convencionais quanto naquelas feitas pela internet e os cartões plásticos são empregados ainda num grande número de modalidades de transações, tais como: controle de acesso, fidelidade, débito, cartões telefônicos, etc. Com o aperfeiçoamento das tecnologias móveis embarcadas, sobretudo, nos aparelhos celulares, e a popularização do uso destas tecnologias, surge a grande oportunidade de rever este modelo tecnológico, substituindo-o por outro mais seguro e confortável. Com o uso destas tecnologias, o porte dos cartões torna-se dispensável ao mesmo tempo em que os processos de reconhecimento de autenticidade podem ir muito além da simples conferência da assinatura, podendo incluir ainda a conferência de senhas, o reconhecimento de padrões de voz e imagem, dentre outros, tornando o ambiente muito mais seguro. O principal objetivo deste projeto relaciona-se com o desenvolvimento de uma arquitetura simples e segura, que permita a difusão do uso das tecnologias móveis no processamento de transações de crédito e comércio eletrônico. Com este sistema, ao invés de utilizar os cartões plásticos para efetuar pagamentos, o usuário providenciará a autorização de crédito pelo celular para o estabelecimento credor (via administradora ou banco) que receberá um comunicado impresso desta autorização. A arquitetura desenvolvida deverá possuir algumas características básicas: ser de simples utilização, flexível e versátil, operando em qualquer tipo de dispositivo, basear-se em arquitetura aberta de múltiplas camadas, ser operacional na realidade dos sistemas de comunicação atual (banda de sinal estreita, com diferentes tipos de tecnologia e estágios tecnológicos), compatível com a estrutura atual dos sistemas das administradoras de crédito, ser segura e robusta contra falhas, ser portátil para a grande gama de equipamentos e tecnologias disponíveis e possuir custo compatível. Este projeto vislumbra um cenário onde o usuário paga suas compras conectando-se via celular, ou outro dispositivo móvel, com sua operadora de crédito ou banco e informando seu código, o código do estabelecimento e o valor da operação. Neste momento são realizados os diversos testes de validação da autenticidade do usuário e em poucos segundos, após os processamentos necessários, a operadora devolve o código de autorização na sua tela e envia o comprovante para o prestador de serviços. Tudo isso sem utilizar cartão físico e dentro de uma conexão segura. Para atender a estes objetivos será necessário que a arquitetura de processamento de transações via dispositivos móveis seja segura e confiável, garantindo a segurança das operações, tanto para usuários quanto para estabelecimentos credenciados e operadores de crédito. Para tanto será necessário utilizar diversos mecanismos e tecnologias combinadas, tais como processamento digital e reconhecimento de sinais e imagens, compressão e transmissão de dados e criptografia, dentre outras, garantindo agilidade ao processo e segurança nas transações. Com estas características, o Credicell estará credenciado para substituir, com vantagens, os cartões plásticos em diversas aplicações, desde o processamento de crédito até o controle e a monitoração de acessos, facilitando a vida dos usuários destes tipos de transação e dando maior segurança e confiabilidade para todos os agentes envolvidos, desde o usuário final até os processadores de crédito e os lojistas.