Busca avançada
Ano de início
Entree

Padronização e avaliação biológica de Arrabideae chica Verlot

Processo: 08/02576-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Mary Ann Foglio
Beneficiário:Raquel Belintani Ferreira
Instituição-sede: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/52739-9 - Arraidaea chica Verlot: padronização de matéria-prima vegetal e obtenção de extratos & frações com atividades biológicas por processos de fermentação de Arrabidaea chica Verlot, AP.R
Assunto(s):Fibroblastos   Arrabidaea chica   Antocianinas

Resumo

A Arrabidaea chica Verlot. é uma planta trepadeira, com flores róseas ou violáceas, usada em tatuagens pelos índios, no nordeste do Brasil, devido aos pigmentos carajurina e carajurona. As folhas, submetidas à fermentação e manipuladas como as anileiras (Indigofera spp.), fornecem matéria corante vermelho-escuro. Essas comunidades utilizam as folhas desta planta como agente antiinflamatório e adstringente, para o tratamento de conjuntivite aguda e também como remédio para cólicas intestinais, diarréia sanguinolenta, leucorréia, anemia e leucemia. Trabalhos desenvolvidos no CPQBA-UNICAMP em parceria com a Empresa Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda. (FAPESP 03/09317-5) desenvolveram pesquisas para a domesticação e produção em larga escala da espécie da flora amazônica, para produção de um corante vermelho. Trabalho descrito por Kim et.al (2005) descrevem o enriquecimento da extração de pigmentos vermelhos pela fermentação previa de material vegetal pela enzima xilanase oriunda de Bacillus sp. O emprego da Bacillus sp demonstrou melhorar o rendimento de extração dos pigmentos por facilitar o desprendimento dos corantes das matrizes vegetais. Este projeto tem como objetivos a padronização do material vegetal assim como a otimização da extração de pigmentos vermelhos da Arrabidaea chica Verlot. utilizando processos de fermentação; mais ainda, será avaliada a atividade sobre a proliferação celular in vitro em fibroblastos e células tumorais humanas e atividade antimicrobiana dos extratos brutos e frações purificadas.