Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de polimorfismos gênicos no crescimento pré e pós-natal e sobre fatores de risco cardiovascular em uma coorte de adultos jovens

Processo: 08/02789-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Sonir Roberto Rauber Antonini
Beneficiário:Letícia Ferro Leal
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/58105-1 - Influência de polimorfismos gênicos no crescimento pré e pós-natal e sobre fatores de risco cardiovasculares em uma coorte de adultos jovens, AP.R
Assunto(s):Polimorfismo genético   Síndrome metabólica

Resumo

Introdução: A importância dos estudos sobre a origem fetal de doenças crônicas do adulto como obesidade, DM2, doença arterial coronariana, dislipidemias e HAS, entre outras, tem crescido significativamente nos últimos anos. Neste modelo, fatores pré-natais ambientais e/ou genéticos modulariam o crescimento pré e pós-natal e estabeleceriam uma "programação" metabólica e funcional cujas repercussões se prolongariam por toda a vida. Estas situações clínicas possuem uma origem complexa e multifatorial, com interação entre fatores ambientais e genéticos ligados à susceptibilidade individual. Esta variabilidade individual pode ser, em parte, devida a presença de diversos polimorfismos em genes envolvidos no crescimento, deposição de gordura, secreção e ação da insulina, função endotelial, regulação do equilíbrio hidro-eletrolítico e da pressão arterial.Objetivos: Verificar a prevalência de polimorfismos dos genes IGF1, GHR, INS, APM1, ADIPOR1, ADIPOR2, ENAC e MR em uma coorte de indivíduos brasileiros avaliados do nascimento até o início da vida adulta. Analisar possíveis associações entre o genótipo destes polimorfismos com o crescimento pré e pós-natal e marcadores de risco cardiovascular. Indivíduos e Métodos: Será analisada a prevalência de vários polimorfismos (3 microssatélites no IGF1, 1 VNTR no INS, 1 polimorfismo no GHR, 4 SNPs no APM1, 2 SNPs no ADIPOR1 e 2 SNPs no ADIPOR2) em 201 indivíduos PIG, 402 AIG e 126 GIG, pertencentes ao Projeto temático "Da saúde perinatal à saúde do adulto jovem". Em indivíduos desta mesma coorte que apresentam aumento da pressão arterial sistólica e diastólica (128), apenas sistólica (110) e em 398 controles serão genotipados 2 SNPs no ENAC e 1 SNP no MR. Essa coorte é composta de 2.063 indivíduos seguidos desde o nascimento (1978/1979) até os 24-25 anos de idade na FMRP-USP. Para a análise molecular serão usadas as técnicas de PCR convencional/multiplex, discriminação alélica por PCR em tempo real e análise de fragmentos por Genescan®. Também será avaliada a presença ou não de associação dos genótipos observados com o peso e o comprimento (ao nascimento, aos 9-10 anos e aos 24-25 anos), pressão arterial, circunferência da cintura e relação cintura/quadril e com variáveis metabólicas indicadores de resistência insulínica e risco cardiovascular (insulinemia, glicemia, índices HOMA IR, HOMA beta cell e concentrações plasmáticas de lipídeos, fibrinogênio, IGF1 e adiponectina).