Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da região cromossômica 22q11.2 na patogênese da esquizofrenia e da síndrome da deleção 22q11.2

Processo: 08/05971-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Marilia de Arruda Cardoso Smith
Beneficiário:Tatiana Benites de Maio
Instituição-sede: Departamento de Morfologia. Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/58736-1 - Investigacao da regiao cromossomica 22q11.2 na patogenese de alteracoes cardiacas e da esquizofrenia., AP.R
Assunto(s):Esquizofrenia   Polimorfismo genético   Genética   Mutação

Resumo

A deleção 22q11.2 é uma aberração cromossômica que acarreta alterações cardíacas, faciais e comportamentais. A principal causa de morbidade e mortalidade nessa síndrome são os defeitos cardíacos congênitos, principalmente do tipo conotruncal. Outras características da síndrome incluem dismorfias faciais, hipoplasia ou aplasia do timo e da glândula paratireóide e problemas de aprendizado e comportamentais. Em pacientes com a deleção, freqüentemente verificam-se alterações psiquiátricas, principalmente a esquizofrenia. Reciprocamente, verifica-se uma maior freqüência de deleção 22q11.2 nos pacientes com esquizofrenia do que na população geral. Entre os fatores genéticos envolvidos no desenvolvimento da esquizofrenia, a associação mais marcante conhecida é com a deleção 22q11.2.Assim, os genes presentes em 22q11.2 constituem uma importante fonte de estudo para se identificar genes candidatos à susceptibilidade para as manifestações da síndrome da deleção 22q, principalmente as alterações cardíacas e a esquizofrenia.No presente trabalho, interdisciplinar, envolvendo aspectos genéticos, cardiológicos e psiquiátricos, serão estudados pacientes selecionados nos Ambulatórios de Genética, Cardiologia e Esquizofrenia. Será investigada a presença da microdeleção 22q11.2 e de mutações e polimorfismos nos genes COMT, PRODH, ZDHHC8, UFD1L, DGCR2 e TBX1, localizados em 22q11.2. Quanto aos aspectos cardíacos, serão investigadas as diferentes formas de apresentação cardiológica da síndrome. Quanto aos aspectos psiquiátricos, será realizada a investigação da disfunção autonômica e de distúrbios de condução atrioventricular pelos estudos de neuroimagem com morfometria cerebral.Este trabalho interdisciplinar é original, uma vez que os genes de 22q11.2 a serem estudados, ou ainda não foram avaliados anteriormente, ou ainda não tiveram seus papéis bem estabelecidos na etiologia das alterações cardíacas e psiquiátricas e de neuroimagem. Por meio da abordagem multidisciplinar, os resultados obtidos poderão contribuir para a melhor compreensão da etiologia das malformações cardíacas e da esquizofrenia, podendo auxiliar e até modificar a abordagem diagnóstica e terapêutica dos pacientes de forma a propiciar condições de intervenção mais precoces resultando em melhor qualidade de vida.