Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do perfil sorológico e de eliminação de Pasteurella multocida em rebanhos suínos

Processo: 08/09664-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Andrea Micke Moreno
Beneficiário:Maria Roberta Felizardo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/03024-7 - Avaliação do perfil sorológico e de eliminação de Pasteurella multocida em rebanhos suínos, AP.R
Assunto(s):Suínos   Doenças transmissíveis   Biologia molecular   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Epidemiologia   Microbiologia

Resumo

Pasteurella multocida é um importante patógeno para suínos, causando rinite atrófica progressiva, pneumonia, pleurite, e septicemia. Para implantação de estratégias de controle e prevenção desta infecção, torna-se necessário o conhecimento a respeito do perfil de disseminação do agente em condições naturais e em diferentes tipos de sistema de produção. O presente estudo propõe a determinação dos perfis imunológicos dos animais contra o agente em diferentes faixas etárias através de testes imunoenzimáticos em nove propriedades de ciclo completo em que haja circulação do agente e que utilizem diferentes formas de prevenção e controle da infecção. Os perfis sorológicos serão acompanhados pelos perfis de eliminação do agente através da pesquisa do mesmo pela PCR. Serão empregados testes imunoenzimáticos para detecção de anticorpos contra P. multocida e contra a toxina dermonecrótica envolvida na rinite atrófica progressiva. A PCR será realizada da mesma forma para pesquisa do DNA do agente e do gene codificador da toxina. As granjas serão selecionadas a princípio pela presença do agente e de lesões sugestivas do quadro de rinite atrófica em abatedouro. Serão selecionadas dentro do grupo de granjas positivas, três propriedades em que não seja utilizada vacinação contra o agente e com baixa utilização de antimicrobianos, três propriedades em que seja utilizada a vacina comercial na matriz e três propriedades em que seja utilizada a vacinação comercial em matriz e leitões. Serão colhidas amostras de sangue e suabes de tonsilas de 14 animais, nas seguintes faixas etárias: leitões de 20 dias, leitões de 40 dias, leitões de 60 dias, leitões de 90 dias, aos 110 dias e aos 140 dias. Serão colhidas ainda amostras de sangue, suabe e colostro de quatro fêmeas por propriedade, mães dos leitões de 20 dias, nas primeiras horas após o parto. O total de amostras examinadas por propriedade será de 92 amostras de sangue/colostro e suabes de tonsila. A partir dos resultados obtidos será possível obter informações sobre o comportamento do agente nos rebanhos suínos e melhores opções de prevenção e controle em casos de rinite e surtos de pneumonia.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.