Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise fractal da imagem radiográfica digital, de enxerto ósseo autógeno, em levantamento de seio maxilar

Processo: 08/09326-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 30 de abril de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Radiologia Odontológica
Pesquisador responsável:Gulnara Scaf
Beneficiário:Mario Henrique Arruda Verzola
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/07873-0 - 1. Eficácia da textura da imagem radiográfica digital direta, em implantes com osseointegração estabelecida, em ratos com diabetes mellitus e insulinoterapia. 2. Validação da textura de imagens tomográficas do seio maxilar, enxertado com osso autógeno e com vidro bioativo, por meio de análise histomorfométrica, AP.R
Assunto(s):Radiografia dentária digital   Implantes dentários   Radiografia panorâmica

Resumo

O preenchimento do seio maxilar com enxerto ósseo autógeno, em casos de ausência dentária é um procedimento que viabiliza a colocação de implantes osseointegrados, com elevados índices de sucesso. O exame radiográfico se constitui de um meio auxiliar de diagnóstico, indispensável no controle pós-operatório da região enxertada, por meio de radiografias panorâmicas e permite ao clínico uma avaliação quanto ao resultado do procedimento cirúrgico. Dentre as formas de avaliação da imagem radiográfica, dos enxertos ósseos, destaca-se a análise fractal que representa um método matemático, objetivo de avaliação que quantifica a área ocupada por tecido ósseo e, quando aplicada em diferentes momentos, permite acompanhar o padrão de integração do enxerto ósseo ao osso pré-existente.Conhecer o padrão de integração do enxerto ao osso pré-existente é fundamental para determinar a época ideal da instalação dos implantes osseointegrados, desta forma o objetivo deste estudo será avaliar por meio da determinação da dimensão fractal, o padrão de integração do enxerto ósseo autógeno no interior do seio maxilar, durante um período de 6 meses e avaliar os resultados da análise fractal por meio de análise histológica e histomorfométrica. Para tanto, serão avaliados todos os pacientes submetidos à cirurgia de levantamento de seio maxilar, atendidos durante as clínicas do Curso de Especialização em Implantodontia, da Faculdade de Odontologia de Araraquara, Unesp.Serão realizadas radiografias panorâmicas digitais diretas dos pacientes, antes do ato cirúrgico, no pós-operatório imediato à cirurgia de levantamento de seio maxilar e após 6 meses. As regiões de interesse serão analisadas por um programa especifico que determinará a dimensão fractal destas regiões. Planejamento estatístico: Por se tratar de estudo exploratório, serão empregadasestatísticas descritivas, com médias dos valores numéricos e desvio-padrão. Adicionalmente será estimado o coeficiente de correlação de Pearson para verificar o comportamento conjunto dos resultados da análise fractal e histomorfométrica.Quanto ao resultado histológico, os achados serão apresentados em distribuição de freqüências relativas.