Busca avançada
Ano de início
Entree

Bases biológicas das redes de interação mutualista entre morcegos e plantas

Processo: 08/10919-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Marco Aurelio Ribeiro de Mello
Beneficiário:Flávia Maria Darcie Marquitti
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/00265-0 - Frugivoria e dispersão de sementes em morcegos da família Phyllostomidae (Mammalia: Chiroptera), AP.JP
Assunto(s):Polinização   Mutualismo   Dispersão de sementes   Chiroptera   Redes complexas   Morcegos

Resumo

Mutualismos facultativos, como a polinização e a dispersão de sementes, formam redes de interações interespecíficas, fundamentais na estruturação de comunidades tropicais. Estudos recentes descreveram padrões gerais para essas redes mutualistas, que também compartilham propriedades invariantes com outros tipos de redes complexas. Todavia, as bases biológicas da estrutura observada em redes mutualistas ainda não foram bem compreendidas. Utilizando redes de interação mutualista de dispersão e polinização por morcegos, e analisando sua estrutura através de métricas e modelos matemáticos, este estudo visa contribuir para o entendimento das bases ecológicas das redes mutualistas, visando desvendar alguns dos processos que geram o alto aninhamento observado na natureza.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIBEIRO MELLO, MARCO AURELIO; RODRIGUES, FRANCISCO APARECIDO; COSTA, LUCIANO DA FONTOURA; DANIEL KISSLING, W.; SEKERCIOGLU, CAGAN H.; DARCIE MARQUITTI, FLAVIA MARIA; VIKTORIA KALKO, ELISABETH KLARA. Keystone species in seed dispersal networks are mainly determined by dietary specialization. OIKOS, v. 124, n. 8, p. 1031-1039, AUG 2015. Citações Web of Science: 36.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.