Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção de sistemas de expressão para proteínas humanas visando estudar sua regulação pela fosfatase PP2A através da proteína TIPRL

Processo: 08/10924-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Nilson Ivo Tonin Zanchin
Beneficiário:Karoline Mendonça
Instituição-sede: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/02083-7 - Caracterização funcional de proteínas envolvidas no controle da expressão gênica, AP.R
Assunto(s):Interação proteína-proteína

Resumo

através do sistema duplo-híbrido de levedura identificamos a interação da proteína TIPRL com a subunidade catalítica da fosfatase PP2A e também com os fatores de transcrição MafB e TAF10. A interação da TIPRL com os fatores de transcrição MafB e TAF10 indica que a TIPRL pode estar envolvida em processos celulares de regulação da expressão gênica. Além disso, a purificação de fosfoproteínas de em células HEK293 que superexpressam a TIPRL levou à identificação de duas novas proteínas candidatas a interagir com a TIPRL, sendo elas SF2/ASF, produto do gene SFRS1 (Splicing factor, arginine/serine-rich 1), e p32, produto do gene C1QBP (complement component 1, q subcomponent binding protein). Os estudos dos mecanismos de regulação da função de proteínas por interação com outras proteínas ou modificações por fosforilação/desfosforilação requerem que se demonstre as interações tanto com proteínas recombinantes como em cultura de tecidos através co-imunoprecipitação e co-localização. Tendo em vista que não existem anti-corpos para a maioria destas proteínas, na maioria dos casos é necessário clonar as proteínas fusionadas com "tags" em vetores de expressão tanto para sistemas bacterianos como para transfecção de células de mamíferos mantidas em cultura e posterior co-imunoprecipitação. A nossa meta ao final do treinamento é de que o bolsista tenha autonomia com os métodos que são fundamentais em laboratórios avançados de Biologia Molecular, sendo que este aprendizado lhe será muito útil para a carreira de profissional de nível técnico