Busca avançada
Ano de início
Entree

Termorreticação de madeira de Pinus

Processo: 09/00377-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Pesquisador responsável:Elias Taylor Durgante Severo
Beneficiário:Firmo Sousa Campos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/57065-6 - Efeito da termorretificação nas propriedades físicas das madeiras juvenil e adulta de Pinus elliotti var. elliotti, AP.R
Assunto(s):Pinus   Composição química   Retificação   Propriedades físico-químicas

Resumo

As pressões ambientais associadas à escassez de madeira nativa nas regiões Sul e Sudeste do Brasil exigem o uso de madeiras alternativas, como as do gênero Pinus. Uma das limitações desse tipo de madeira é a sua alta instabilidade dimensional. Uma forma atrativa comercialmente de minimizar este problema é a retificação térmica da madeira, logo após a sua secagem. Entretanto, outra característica indesejável das espécies de rápido crescimento é a presença acentuada de madeira juvenil. Esse tipo de lenho apresenta características bastante peculiares a partir de sua estrutura anatômica e de suas propriedades físico-químicas, sendo portanto fundamental o seu conhecimento para a adequada utilização da madeira. Assim, o objetivo do trabalho será avaliar o efeito da termorretificação nas propriedades físicas das madeiras juvenil e adulta de Pinus elliottii var. elliottii. Para tanto, tábuas de Pinus elliottii var. elliottii provenientes da Estação Experimental de Itapetininga-SP serão termorretificadas à 200ºC durante 4 horas. Desse material será retirado corpos-de-prova das regiões dos lenhos juvenil e adulto e serão realizadas avaliações nas suas propriedades físicas.